domingo, 28 de outubro de 2012

UNOS...

Certa vez Chuang Chou sonhou ser uma borboleta,
uma borboleta que esvoaçava e adejava feliz
consigo mesma, vivendo a seu bel prazer.

Ela não sabia que era Chuang Chou.

Subitamente acordou e lá estava ele,
concreto e inconfundível Chuang
Chou.

Mas ele não sabia se ele era Chuang Chou que
sonhara ser uma borboleta ou se era uma
borboleta sonhando ser Chuang Chou.

...isso se dá quando por exemplo olhamos para a
natureza sem rotulá-la, quando contemplamos
um por-de-sol ou uma alvorada, e fazemos
isso com os olhos dos sentidos de tal
forma que naquele momento de
êxtase nos tornamos o
por-de-sol ou seu
nascimento.

a isso chamamos estado do não ser, para ser
então UNO com o cosmos em
constante PAZ!

10 comentários:

EDER RIBEIRO disse...

Vivian, eu busco uma inteiração com a natureza, pois sei q a essêcia está em todas as coisas e se não houver essa interação, nós nos separamos do todo. Bjos e uma semana iluminada, pessoa querida.

EDER RIBEIRO disse...

digo: interação.

✿ chica disse...

Maravilha,Vivian..Ser uno!! beijos,linda semana,chica

INTEGRAL DE MIM E DE MEU TEMPO disse...

Maravilha de história, da forma como ela foi colocada.... publicada.
Sumida....
Beijos na amiga!

D. Garcia disse...

Não há separação entre a natureza e nossa espécie. Uma equivocada razão tenta a todo custo nos apartar da nossa essência. Mas nosso cordão umbilical divino não permite que isso aconteça de fato. Somos unos com a natureza; somos partes. E a união de todas as partes é que se constitui a natureza de todas as coisas. Quando uma só alma rejeita essa verdade, toda a inteireza sofre. Mas o bem há de vencer o mal e chegaremos todos juntos numa unidade de amor pleno e luz incessante. Abraços, Vivian. Tenha uma linda semana!

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Essa unidade é tudo na vida. O olhar tem que ser o olhar da alma, por que estes que aqui estão em nosso rosto, as vezes de nada valem, para realmente olhar, ver, sentir...amei...bj da Teresa

Iúna disse...

obrigada por partilhar tão significativo texto.

myra disse...

maravilhoso!!!!!
minha linda Vivian!
bjs

Daniel Costa disse...

Vivian

Poema interessante com o qual intuiremos, que nos podemoa tansmutar, basta desejar muito, com o estagema evoluir no sentido da tanquilidade de alma.
Beijos

silvioafonso disse...

.


Quer dizer que o baixinho
borboleteava por aí? Não
foi o que o primo, um co-
reano, também maluco, dis-
se certa vez. Enfim, quem
tem asas voa. Quem não tem,
é porque tem primo na Coréia,
só não sei se na do Norte
ou na do Sul.

Para mim, tanto faz...

Beijos,

silvioafonso




.