quarta-feira, 27 de maio de 2015

Dos julgamentos...

É muito melhor perceber um defeito em si mesmo,
do que dezenas no outro, pois o seu defeito
você pode mudar.

Dalai Lama

...você já fez críticas hoje?

domingo, 24 de maio de 2015

Das acomodações...



"Existe uma crença hindú em que cada pessoa
vive em uma casa de quatro cômodos:
um físico, um mental, um emocional
e um espiritual.

A maioria de nós tende a viver em um
dos cômodos a maior parte do tempo.

Mas a menos que entremos
em todos os cômodos todos
os dias, mesmo que somente
para mantê-los arejados,
nós não estaremos
completos.

Rumer Godden

...em qual dos 'cômodos' você
costuma ficar mais?
pense...

"eu penso que a sensatez e o equilíbrio,
é que mantém a 'casa' toda arejada,
não facilitando portanto,
excessos e fanatismos que sempre
nos prejudicarão."
bjs

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Fragilidades do Ser...

"Porque em todas as circunstâncias da vida real,
não é a alma dentro de nós, mas sua sombra,
o homem exterior, que geme, se lamenta, e
desempenha todos os papéis neste teatro
de palcos múltiplos, que é
a terra inteira".

Plotino, filósofo neoplatônico, nasceu na cidade
egípcia de Licópolis em 205 e faleceu
em 270 d.C. vítima de lepra.
É autor de "As Enéadas".

...trazemos dentro de nós a fraqueza humana,
esta que nos deixa vulneráveis à todas as
intempéries da vida, sem darmos conta
que a alma, esta é intocável quando
assim decidimos que seja.
pensem...

domingo, 17 de maio de 2015

Caminhos de Osho



"Eu estou em absoluta ignorância; e sou
simplesmente uma criança colecionando
pedrinhas conchinhas à beira-mar.
Eu não sei nada".

"Eu não sei" pode somente ser dito

por uma pessoa que sabe
perfeitamente.

As pessoas que dizem "Nós sabemos"

são pessoas absolutamente ignorantes,
suas memórias estão repletas.

Mas estas memórias são mortas, porque

elas não deram à luz nenhuma
experiência própria.

Osho


...pensa nisso!


boa semana, gente linda!


_^_



quarta-feira, 13 de maio de 2015

Despertar...

Só há um tempo em que é 
fundamental despertar.

Este tempo é agora.

Buda

Namastê! Luz e Paz a todos nós...

Hoje e SEMPRE!

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Pensar é causar...

Este texto foi uma das matérias em um curso que 
eu fiz à 25 anos atrás no Círculo Esotérico da 
Comunhão do Pensamento, e com ele eu 
aprendi a filtrar todas as mensagens 
que envio à minha mente. 

Esta prática tem me livrado de muitos 
aborrecimentos, porque com ela tenho 
total domínio dos meus 
pensamentos. 

E sendo assim, caminho o mais perto 
possível da paz e tranquilidade espiritual. 

Só absorvo o que me faz bem, ou seja, procuro 
enviar ao meu cérebro só mensagens positivas

Caminhos da Mente Humana

A mente humana grava e executa tudo que lhe é enviado, 
seja através de palavras, pensamentos ou atos, seus ou 
de terceiros, sejam positivos ou negativos, basta 
que você os aceite. 

Essa ação sempre acontecerá, independente se 
traga ou não resultados positivos para você. 

Um cientista de Phoenix - Arizona,
Dr. Eduard Mitchel 
queria provar essa teoria. 

Precisava de um voluntário que chegasse 
às últimas conseqüências. 

Conseguiu um em uma penitenciária. 

Era um condenado à morte que seria executado 
na penitenciária de St. Louis, no estado de 
Missouri, onde existe pena de morte 
executada em cadeira elétrica. 

Propôs a ele o seguinte: ele participaria de uma 
experiência científica, na qual seria feito um 
pequeno corte em seu pulso, o suficiente 
para gotejar o seu sangue até a última 
gota final. 

Ele teria uma chance de sobreviver, 
caso o sangue coagulasse. 

Se isso acontecesse, ele seria libertado.

Caso contrário, ele iria falecer pela perda do 
sangue, porém, teria uma morte sem 
sofrimento e sem dor. 

O condenado aceitou, pois era preferível do 
que morrer na cadeira elétrica e ainda teria 
uma chance de sobreviver. 

O condenado foi colocado em uma cama alta, 
dessas de hospitais, e amarraram o seu corpo 
para que não se movesse. 

Fizeram um pequeno corte 
em seu pulso. 

Abaixo do pulso, foi colocado uma 
pequena vasilha de alumínio. 

Foi dito a ele que ouviria o gotejar 
de seu sangue na vasilha. 

O corte foi superficial e não atingiu nenhuma 
artéria ou veia, mas foi o suficiente para ele 
sentisse que seu pulso fora cortado. 

Sem que ele soubesse, debaixo da cama 
havia um frasco de soro com uma 
pequena válvula. 

Ao cortarem o pulso, abriram a válvula do frasco 
para que ele acreditasse que era o sangue dele 
que estava caindo na vasilha de alumínio. 

Na verdade, era o soro do frasco que gotejava. 

De 10 em 10 minutos, o cientista, sem que 
o condenado visse, fechava um pouco a 
válvula do frasco e o gotejamento 
diminuía. 

O condenado acreditava que era seu sangue 
que estava diminuindo, e com o passar do 
tempo foi perdendo a cor ficando cada 
vez mais pálido. 

Quando o cientista fechou por completo a 
válvula, o condenado teve uma parada 
cardíaca e faleceu, sem ter perdido 
sequer uma gota de sangue. 

O cientista conseguiu provar que a mente 
humana cumpre, ao pé-da-letra, tudo que 
lhe é enviado e aceito pelo seu hospedeiro, 
seja positivo ou negativo. 

E que sua ação envolve todo o organismo, 
quer seja na parte orgânica ou psíquica.

.........................

...este exemplo é um alerta para filtrarmos 
o que enviamos para nossa mente, pois 
ela não distingue o real da fantasia, 
certo do errado. 

simplesmente grava e cumpre 
o que lhe é enviado. 


portanto, lembre-se: cuide dos seus pensamentos.

PENSAR É CAUSAR!

_^_

sexta-feira, 8 de maio de 2015

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Construindo-me...

                                                           

Toda construção é feita de escombros
e não há nada novo neste mundo
a não ser as formas!

arquiteta do meu destino, procuro com
meus escombros erguer um castelo
que me abrigue das tempestades
no caminho.

em cada pedra uma história.
em cada história um aprendizado.
em cada aprendizado o crescimento.
no crescimento o entendimento.
no entendimento a sabedoria.
na sabedoria o equilíbrio.
no equilíbrio o bom senso.
no bom senso a virtude.
na virtude os valores.
nos valores o respeito.
no respeito a capacidade.
na capacidade o poder.
no poder a liberdade.
na liberdade, o SER!

...e você...o que faz com seus escombros?

_^_
                                                       

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Do Olhar de Deus....


O Segredo da felicidade é a atenção no bem.

Não há conflitos. 
Existe apenas necessidades de mudar.

Não há luta alguma. 
Existe apenas cooperação.

Não há problema nenhum. 
Existe apenas tarefas.

Não há fofoca nenhuma. 
As pessoas apenas se confessam.

Não há desencontro. 
Apenas mudanças de rumo.

Não há motivo para desespero. 
Apenas o seu descuidado consigo mesmo.

Não há nada contra você. 
Apenas a sua crença no mal.

Não há medo real. 
Apenas coragem recalcada.

Não há vitimas na vida. 
Apenas pessoas inconscientes do próprio poder.

Olhar com os olhos de boa vontade 
é ver com os olhos de Deus.

Luis Antônio Gasparetto

Que bom receber você aqui!

Obrigada pelo carinho...sem os 
amigos este espaço não teria
razão de existir!

_^_



quarta-feira, 15 de abril de 2015

Caminhos do TAO...

A argila não vem ao caso,
o vazio faz o vaso.

Lao-Tsé

pensa comigo?

domingo, 5 de abril de 2015

Minha Culpa...


A gasolina do meu carro
polui o atmosfera do 
meu planeta.

A química do meu banho polui 
a água do meu planeta.

O meu uso da eletricidade
despende energia do 
meu planeta.

O ar que eu expiro polui 
o meu planeta.

A minha refeição diária depende 
do ventre do  meu planeta.

As egrégoras dos meus pensamentos
navegam nos ares do meu planeta.

E até depois de deixar a matéria
precisarei  abrigá-la sob as 
entranhas do meu planeta.

...quão dependente eu sou!!

e você?

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Das escolhas...

A alegria é um bem que se multiplica
quando compartilhado.

O bom humor é leveza que
leva a alma para dançar.

A felicidade é um estado de espírito
que nada e ninguém tem o poder
de nos roubar.

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Burilamento...

Se você encontra uma pessoa difícil em sua 
intimidade, essa é a criatura exata que as 
leis da reencarnação lhe trazem ao 
trabalho de burilamento próprio.

Abençoemos se quisermos 
ser abençoados.

André Luiz

quarta-feira, 25 de março de 2015

Dos sentimentos humanos...



Os Sentimentos Humanos certo dia 
reuniram-se para brincar.

Depois que o Tédio bocejou três vezes por que a 
Indecisão não chegava a conclusão nenhuma 
Desconfiança estava tomando conta, a 
Loucura propôs que brincassem de 
esconde-esconde.

A Curiosidade quis saber todos os detalhes do jogo, 
e a Intriga começou a cochichar com os outros 
que certamente alguém ali iria trapacear. 

O Entusiasmo saltou de contentamento e 
convenceu a Dúvida e a Apatia, 
ainda sentadas num canto, 
a entrarem no jogo.

A Verdade achou que isso de esconder não estava 
com nada, a Arrogância fez cara de desdem pois 
a idéia não tinha sido  dela, e o Medo 
preferiu não se arriscar: 

"Ah, gente, vamos deixar tudo como está", 
e como sempre perdeu a oportunidade 
de ser feliz. 

A primeira a se esconder foi a Preguiça, 
deixando-se cair  no chão atrás 
de uma pedra, ali mesmo 
onde estava.

O Otimismo escondeu-se no arco-íris, e a 
Inveja se ocultou junto com a Hipocrisia, 
que sorrindo fingidamente atrás 
de uma árvore estava odiando 
tudo aquilo. 

A Generosidade quase não conseguia se esconder 
porque era grande e ainda queria abrigar 
meio mundo, a Culpa ficou paralisada 
pois já estava mais do que escondida 
em si mesma.

A Sensualidade se estendeu ao sol num lugar 
bonito e secretopara saborear o que a vida 
lhe oferecia, porque não era nem boba 
nem fingida; o Egoísmo achou um 
lugar perfeito onde não cabia 
ninguém mais. 

A Mentira disse para a Inocência que ia se 
esconder no fundo do oceano, onde a 
inocente acabou  afogada, a Paixão 
meteu-se na cratera de  um vulcão 
ativo, e o Esquecimento já nem sabia 
o que estavam fazendo ali. 

Depois de contar até 99 a Loucura 
começou a procurar.

Achou um, achou outro, mas ao remexer num 
arbusto espesso ouviu um gemido: era o Amor, 
com os olhos furados pelos espinhos. 

A Loucura o tomou pelo braço e seguiu com ele, 
espalhando a beleza pelo mundo, desde então 
o Amor é cego e a Loucura o acompanha. 

Juntos fazem a vida valer a pena - mas isso não 
é coisa para os medrosos nem os apáticos, que 
perdem a felicidade no matagal dos 
preconceitos, onde rosnam os 
deuses melancólicos da 
acomodação.

Beijos, pessoas do bem!

domingo, 22 de março de 2015

Sunzinha


- Tardi, Dotô.
- Boa tarde.
Sente-se.
- Careci não. Ficu di pé, memo.
- Sente-se para eu poder examinar. 
- O Dotô é qui manda.
- Mas, fale-me.
O que está acontecendo?
- Ai, Dotô! Mi dá umas dor 
di veiz in quandu. 
- Que dor?
- Aqui, óia. Nu estromagu.
Beeem lá nu fundinhu. 
- Forte?
- As veiz.
Trasveiz é anssim ó, di mansinhu. 
- E o que você faz?
- Tem veiz que eu cantu.
Trasveiz eu vô pra cunzinha 
fazê um bolu. 
- Tem outra dor?
- Tenhu, sim, Dotô.
Aqui, ó.
Pertu dus óio.
- E essa é forte?
- Também é forte não.
Quandu ela dá eu cunversu 
cas vizinhas i passa.
- Outra?
- Tenho sim senhô. Aqui.
Anssim, nu meio das custela, 
pareci nu coração.
Dá uns apertu aqui, ó. 
- E você faz o que?
- Tem veiz qui eu choru.
Trasveiz eu ficu anssim, muitu da 
queta pra vê si passa. 
- E passa?
- As veiz.
Trasveiz eu vô pra pracinha.
Lá eu sentu num bancu vê as criança 
brincá prá esperá passá. 
- Você mora com alguém?
- Moru não, Dotô.
Sô sunzinha nessi mundão di Deus. 
- Não tem família?
- Aqui tenhu não.
Minha famia é todinha du interiô du 
sertão, pertinhu de Urandi, lá 
quasi im Minas.
I vim sunzinha pra Sum Paulu 
tentá a vida. 
- E você faz o que?
- Óia, Dotô.
Eu já fiz um cadinhu di tudu nessa vida.
Já trabaiei numa firma di limpeza, 
já cuidei di criança. 
Já trabaiei numa casa di genti rica. 
Agora eu trabaio cuma mocinha 
qui mais viaja qui fica im casa.
Ela avua num avião di dia i di noiti.
Aí eu ficu sunzinha. 
- Você mora com ela?
- Moru sim, Dotô.
Ela dexa eu drumi num quartinhu 
nus fundu da casa. 
- Sabe cozinhar?
- Oxa si não!
Cunzinhu muitu du bem!
Coisa mais simpres anssim i coisa 
mais di genti chiqui. 
- Gosta de crianças?
- Ô, seu Dotô.
É as criaturinha mais anjinha qui 
Deus botô nu mundu! 
- Qual o seu nome mesmo?
- Óia, Dotô.
Eu num gostu muitu, mas a modi 
agrada a santa, minha mainha 
botô Crara. 
- Dona Clara.
Eu sei o que a senhora tem.
- Comu anssim, si o Dotô nem 
incostô im mim? 
- O que a senhora tem Dona Clara,
chama-se solidão e é a causadora
de toda essa tristeza.
- I issu mata, Dotô?
- Às vezes, sim.
Mas, no seu caso bastam amigos, alguns 
remédios e um pouco de carinho. 
Dona Clara.
Vai parecer estranho e nem eu mesmo 
entendo porque estou fazendo isso, 
mas minha esposa está grávida 
e nosso segundo filho é para
o mês que vem.
Já temos uma menina.
E até hoje é minha esposa 
que cuida de tudo.
Porém, com o bebê pequeno precisamos 
de alguém que cuide da casa. 
Que tal ficar conosco?
- Oxa si não!
Óia, Dotô.
Nunca fizeram issu pur mim não.
Vixe! Vai sê coisa muitu da boa 
ficá cum oceis.
I careci di morá lá, Dotô? 
- Sim.
Temos um quarto vago, 
no apartamento.
Podemos tentar por uns meses.
O que acha?
- Dotô.
É anssim como tê famia, né?
- Quase.
- Dotô.
Eu num vô mais sê sunzinha.
Vixe! Deus lhi pague, Dotô, a modi qui 
carinhu anssim, nem mainha mi dava. 
- Vamos testar. Combinado? 
- Cumbinadu.
Dotô.
Careci di eu fazê uma pregunta.
Eu num vô mais senti essas dor? 
- Vamos combinar uma coisa?
O dia que sentir essa dor 
você me procura.
- Prá modi du senhô mi inxaminá? 
- Não.
Prá modi nóis trocá dois 
dedinhu di prosa.

Tá bom assim procê, dona 'Crara'?


quinta-feira, 19 de março de 2015

A Mensagem....


 Meus amados, estamos sempre convosco, 
vos auxiliando, intuindo, orientando, 
iluminando e protegendo.  

Inoculamos, permanentemente, em vosso 
ser toda a energia que necessitais para 
que a VITÓRIA se manifeste em 
vossas vidas. 

Deveis, entretanto, compreender que
ALCANÇAR A VITÓRIA É VOSSA TAREFA
e por vós, não poderemos realizá-la.

Por quê, se tendes os instrumentos e 
energia necessária, permaneceis 
aprisionados? 

Por quê, se todo o poder vos foi concedido,
arrastais os vossos problemas, carências
e dificuldades vida a fora?  

Desconheceis que sois Deuses e que 
tendes ancorada em vossos corações 
a FORÇA geradora do universo,
 dona absoluta do poder?   

Eu vos peço, amados meus, aceitai
em vossos corações que sois 
Cristos, filhos de Deus 
Único e Universal. 

Vivenciai a cada momento de vossas 
vidas essa Sagrada Verdade.

Saí do casulo em que vos encontrais,
manifestai-vos plenamente no mundo 
da forma (físico) e então, ORDENAI 
como Deuses, com infinita fé,  sem 
nenhuma dúvida em vossos 
corações;

Que a "montanha se mova", 

QUE VOSSAS DIFICULDADES SE DISSOLVAM, 
QUE VOSSOS PROBLEMAS DESAPAREÇAM,
QUE VOSSAS CARÊNCIAS SEJAM SUPRIDAS. 

Trilhai assim o caminho da Vitória realizando
em vossas vidas a abundância Divina
que para vós está preparada. 

Reconhecei que as limitações e carências
não pertencem ao plano de Deus  e não
as aceiteis em vossa caminhada.

Realizai amados a vossa Vitória na Luz
vivenciando-a em todos as áreas de 
vossas vidas espiritual, financeira,
material, profissional e afetiva.

Vivei em harmonia e em sintonia com 
as forças da Luz, sentindo-vos felizes
e realizados, manifestando a alegria
e toda a abundância divina
em vosso mundo da forma.

Eu Sou o Sal da Vida,
Eu Sou a Água Viva,
Eu Sou a Luz.

Eu sou JESUS!!!

Shalon!!