segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Burís Da Vida!

"A verdade pode ser uma das coisas mais
devastadoras e desconfortáveis.

O homem que busca o conforto não deseja
a verdade: deseja apenas segurança,
proteção, um refúgio onde não
seja perturbado.

Já o homem que busca a verdade tem de abrir
a porta às perturbações e às tribulações,
porque só nos momentos de crise há o
estado de alerta, há vigilância,
ação.

Só então aquilo que é pode ser
descoberto e compreendido.

Jiddu Krishnamurti

...por quê eu busquei estas
palavras do mestre?

olhando para o meu marido e seus movimentos
completamente limitados, vejo alí o quão
impotentes somos diante da realidade
que nos cerca.

a despeito de tantos recursos, tantos meios moderníssimos
para alcançarmos a reabilitação física, a alma edoecida
se deixa prostrar querendo saber 'por quê?', 'por que eu?',
'por que comigo?', esquecendo assim de que nada
acontece por acaso, e cabe a nós a ação, a
compreensão e aproveitamento das
oportunidades de um dolorido
crescimento interior!

esta é a verdade...só nos lapidamos
sob a ação cortante de um buril!

pense...

12 comentários:

olhar disse...

Vivian,

você me deixa sem palavras, sabia?

Gosto muito de você!

Que Deus ilumine sua família sempre....

Bia

EDER RIBEIRO disse...

Para uma evolução para um plano maior, devemos compreender o que nos ocorre no plano terrestre, por isso, tudo tem a sua razão de ser, se esquivar, ou se perguntar, porque comigo, como se os outros também não sofressem, é perder a oportunidade da evolução espiritual. Bjos.

✿ chica disse...

Sabedoria pura...E eu hoje ainda, ao receber a notícia que minha mãe de 86 anos, fiquei questionando o porque disso , pra ela que já está tão doente...Agora te leio e lembro disso...beijos,chica

Nanda Assis disse...

achei lindo. buscar a verdade é legal, mas sair do conforto, pra buscar problema por causa de verdade, não é tão bom!!!

bjos...

isa disse...

Ñ sei!
Só sei que gosto de td o coração de
vc e admiro o ser humano que tenho
como Amiga!
Beijo.
isa.

Luís Coelho disse...

Desejo sinceramente a recuperação do seu marido.

O seu artigo hoje vem abanar a nossa visão da realidade, as verdade que nem queremos saber.

Preciso de força para aceitar as contrariedades e trabalhar para as ver correctamente.

Rui Pires disse...

Dá mesmo para pensar e meditar!

Belo encontrar seu blog!

Vou seguir!

Bj

Rui

Vivian disse...

Bom dia,Vivian!!

É uma das lições mais difíceis de aprendermos, mas quando enfim conseguimos absorve-la e aceitá-la.
Aprendermos a ser fortes, a aceitar o que não podemos mudar, sem rebeldias desnecessárias, e ganhamos paz de espírito!Que Deus te abençõe querida!!Que bom que cultivas a espiritualidade, senão tudo seria insuportável...
Beijos!!

Liza Leal disse...

Ah! Querida Vivi...Esse texto me caiu cm luva(de pelica):
Tbm penso + ou - assim qdo olho pra m/mae e vejo sua memória bem limitada, msmo tendo uma coordenação relativamente boa,pela idade q tem.
A lição fica p/nós... SEm dúvida!

=)
bjo de luz

Machado de Carlos disse...

... É verdade; o Acaso não existe.

Um abraço!

Obrigado pela mensagem deixada em meu recanto!

Paula Barros disse...

A revolta, a incompreensão dos fatos, do entendimento por que passamos por tal situação, os medos, nos imobilizam mais que a própria doença, nos aprisiona e nos faz sofrer....e por vezes para quem cuida torna mais árdua a tarefa de ajudar.



beijo

myra disse...

alertas , alertos sempre!!!
beijos