segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Auto-Retrato

Bahaudin el Shah, grande mestre dos dervixes
Naqshband, um dia se encontrou com um
“colega” na grande praça
de Bokhara.
O recém-chegado era um Kalendar errante,
dos Malamati, os “Dignos de Culpa”.
Bahaudin estava rodeado de discípulos.
- De onde vens? - perguntou ao viajante com a frase sufi usual.
- Não tenho idéia - disse o outro, sorrindo tontamente.
Alguns dos discípulos de Bahaudin murmuraram
sua desaprovação pela falta de respeito.
- Aonde vais? - persistiu Bahaudin.
- Não sei - gritou o dervixe.
- O que é bom?
(Já então uma grande multidão se havia reunido).
- Não sei.
- O que é mal?
- Não tenho idéia.
- O que é correto?
- Aquilo que é bom para mim.
- O que é incorreto?
- O que seja incorreto para mim.
A multidão irritada perdeu a paciência pela
impertinência do dervixe
e o escorraçaram dali.
Ele se distanciou, intencionalmente, a grandes
passos, numa direção que parecia não
levar-lhe a nenhum lugar.
- Tolos! - disse Bahaudin Naqshband.
- Este homem estava representando
o papel da HUMANIDADE!
Enquanto vocês o estavam detestando, ele,
deliberadamente, os estava demonstrando
sua falta de propósito real, como cada
um de vocês faz, sem dar-se conta,
cada dia de sua vida.
Do livro "Sabedoria dos Idiotas"
Idries Shah

...este não é realmente, o nosso 'retrato'?

não vivemos ao sabor da vida, na maioria das vezes?

com quê frequência somos sérios conosco mesmos, sendo determinados em nossos empreendimentos?

até onde, movidos pelo acomodamento, nos deixamos levar pela maré?

pensem...


24 comentários:

"giacomo" disse...

Vivia,

Lhe desejo um bom dia!

Entendo a parábola que partilha aqui, mas quer saber uma coisa? Sinto um bocado o problema inverso: precisaria viver mais ao sabor da vida, não ser tão "sério" comigo mesmo, saber me deixar levar pela maré...
Não que eu tenha, é claro, a sabedoria que Bahaudin el Shah preconiza, nada disso...
O que sinto é estar preso a algo que se desgasta inutilmente ponderando, analisando, prevendo, avaliando... Depois, quando passa uma maré perto, me apetece jogar nela, e não sei como...
Já se viu idiota maior que eu?...
Beijinhos, Vivian
~~jorge

Gleidston dias disse...

A um dialogo pertiente nessa parábola, penso que muitas vezes caminhamos para lugar algum, deixamos nos levar pela massa sociativa que caminha p/ lugares nenhuns,mas nem sempre é assim, mas gostei da logica do ensinamento.

Uma semana de paz pra voce.

bjsss

Arabica disse...

Viv


até ao vazio, até ao fim da linha, até ao abismo.

Para então acordar e voltar a estar vivo.


Bom dia! :)

Diogo Caceres disse...

Bom dia!!! Tudo bem amiga?
Excelente reflexão... andamos mesmo a esmo muitas vezes... sem saber o q estamos fazendo ou p/ que.... Plutarco disse certa vez: não basta existir, é preciso viver!!!
Temos q compreender q estamos aq p/ nos aperfeiçoarmos, crescermos, em direção ao infinito... nada do q passamos é por acaso, tudo q vivemos agora é mais uma pagina do infino livro de nossas vidas. Que nos voltemos mais p/ as razões de viver!!!
Abraço amiga e tudo de bom sempre!!!!!

Nanda Assis disse...

é verdade, achamos que sabemos o que queremos o que é bom, e no dia seguinte n sabemos de mais nada, tudo mundo, dentro de nós.

bjosss...

paula barros disse...

rsrs por isso gosto da minha listinha diária, assim não me perco muito. E mesmo assim me perco. Adio. Mudo. Abandono.

Vou copiar essa frase na minha agenda agorinha.

"com quê frequência somos sérios conosco mesmos, sendo determinados em nossos empreendimentos?"

obrigada por mais essa reflexão, beijos, boa semana.

Nela disse...

Olá minha querida, tem razão, quantas vezes não andamos ao "sabor da maré" mas sabe hoje o dia esta triste, cinzento, e me faz triste também, pensado que realmente nós nunca estamos bem com nada! á sempre algo que falta será? hoje é daqueles dias que apetece adormecer e não mais acordar...isto passa não se assuste querida, beijinhos boa semana.

Arabica disse...

Deixei uma pequena dose de desafio para i, no meu post de hoje.


Um beijo

Pedro disse...

Antes de conhecermos o mundo devemo-nos conhecer a nós próprios.

Esterança disse...

Uii..

as vezes é desconfortavel ver-se num espelho gigante desses, mas é a realidade dura e crua, como prova esse texto de sabedoria.

Seu blog faz-me sempre a gentileza de me deixar muito feliz! E nada como vir aqui para começar a semana em alto astral!

beijinhos encantados!

tossan disse...

Essa alegria, que me põe cativo,
colheu-me, um dia, morto... e agora eu vivo. *Furlam Naeto*
Bela posta gem Vivian. Beijo

Cassius Vallim... disse...

Muito, muito bom rs...
Essas tiradas e semelhanças acho sacadas muito maneras em textos bem escritos...
Quem sabe um dia eu tento rs...

Bejos...

Daniel Savio disse...

Só aprendemos a ser humanos apenas sendo, mas esquecemos que aprendermos a ser divinos ao perdoar...

Fique com Deus, menina Vivi.
Um abraço.

Déia Arakaki disse...

Oi Querida!!
Passando bem rapidao para deixar um grande beijo para tí!!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

A única maré que sigo é a minha. Estou adoentada, por favor, já que sou sozinha, me esqueçam por um tempo até eu ficar boa. E depois, o depois é o depois.
Beijos, Vivi,
Renata

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
neide disse...

Tem um selinho para você no meu cantinho.

Tenha uma semana de paz.

Bjss amiga

ze disse...

Nunca tinha visto uma caixinha de comentários tão simpática. Obrigadão.

Eu penso que a vida, as coisas, têm uma forma composta por elementos, que muitas vezes parecendo opostos, são na realidade, complementares.

Como se define um queijo suiço?
Temos sempre que falar do cheio e do vazio, né?
Se não ninguém vai ficar sabendo o que é.

Beijo para aí no Verão, daqui do Inverno.

Eduardo Miguel disse...

- Gostaria de lhe dizer muitas coisas respondendo a tudo que tão sabiamente falou e assim me deixou muito emocionado, gozado chorar de felicidade né, obrigado vocé é demais mesmo!!!

Luiz Caio disse...

Oi Vivian! Como vai?

Um texto para mexer com o nosso eu interior! Uma ótima postagem!

TENHA UMA LINDA SEMANA!
BEIJOS.

FRAN "O Samurai" disse...

Oi querida!

Poxa! Realmente uma coisa que não faço é deixar me levar pela maré! Sou sério comigo e meus princípios, acredito que quando conseguimos formar uma opinião e um comportamento próprio e fora dos padrões da sociedade, diferente do restante, já nos livramos dessa maré popular onde muitos se afogam nas incertezas da vida!

Realmente eu penso, logo existo!

Hehehe.

Beijos e uma postagem pra lá de pensante!

Nilson Barcelli disse...

Olhe, eu não faço a mínima ideia donde vimos e para onde vamos.
Estou como o derviche...
Um excelente texto para reflexão.
Beijos.

Pelos caminhos da vida. disse...

Passando aqui para deixar um abraço amiga.

beijooo.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,