segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

A Prisão de Cada Um


O psiquiatra Paulo Rebelato, em entrevista para a revista
gaúcha Red 32, disse que o máximo de liberdade que
o ser humano pode aspirar é escolher a prisão
na qual quer viver.

Pode-se aceitar esta verdade com pessimismo
ou otimismo, mas é impossível refutá-la.

A liberdade é uma abstração.

Liberdade não é uma calça velha, azul e desbotada,
e sim, nudez total, nenhum comportamento
para vestir.

No entanto, a sociedade não nos deixa sair à rua sem
um crachá de identificação pendurado no pescoço.

Diga-me qual é a sua tribo e eu lhe direi
qual é a sua clausura.

São cativeiros bem mais agradáveis do que Carandiru:
podemos pegar sol, ler livros, receber amigos,
comer bons pratos, ouvir música, ou seja,
uma cadeia à moda Luis Estevão, só
que temos que advogar em causa
própria e habeas corpus,
nem pensar.

O casamento pode ser uma prisão.

E a maternidade, a pena máxima.

Um emprego que rende um gordo salário trancafia você,
o impede de chutar o balde e arriscar novos vôos.

O mesmo se pode dizer de um cargo de chefia.

Tudo que lhe dá segurança ao mesmo
tempo lhe escraviza.

Viver sem laços igualmente pode nos reter.

Uma vida mundana, sem dependentes
pra sustentar, o céu como limite:
prisão também.

Você se condena a passar o resto da vida sem experimentar
a delícia de uma vida amorosa estável, o conforto
de um endereço certo e a imortalidade
alcançada através de um filho.

Se nem a estabilidade e a instabilidade nos tornam
livres, aceitemos que poder escolher a própria
prisão já é, em si, uma vitória.

Nós é que decidimos quando seremos capturados
e para onde seremos levados.

É uma opção consciente.

Não nos obrigaram a nada, não nos trancafiaram num
sanatório ou num presídio real, entre quatro paredes.

Nosso crime é estar vivo e nossa sentença é branda,
visto que outros, ao cometerem o mesmo crime
que nós - nascer, foram trancafiados em
lugares chamados analfabetismo,
miséria, exclusão.

Brindemos: temos todos cela especial.

...dá pra discordar?
meditem...





33 comentários:

Atre disse...

Pois é...

As vezes eu escuto gente dizendo, por exemplo, que não quer se apaixonar ou amar ninguém pra não se prender...pra não perder a "liberdade"...

Mas sempre me pareceu que quando dizem isso, estão apenas escolhendo a se prender a OUTRA situação.

"fugir" de viver com alguém também é se prender a essa necessidade de sentir-se livre.

Sem na verdade SER.

Abraço

Gleidston dias disse...

Impossivél, essa coisa de ser livre não existe, a maioria das vezes a liberdade requer responsabilidade e logo esta preso na responsabilidade. disso, daquilo,etc etc..
otima reflexão,parabens.

otima noite Vivian.

bjsss

Vivian disse...

...eu penso que como espíritos
que somos,
vivendo experiências humanas,
uma vez encarnados já nos
encontramos em situação de prisão.
prisão na matéria que chamamos
corpo, este que envelhece,
adoece, morre e apodrece sem que
possamos mudar o curso deste
caminho.
diante disso, iludirmo-nos com a
sensação de liberdade, é de
uma ingenuidade sem tamanho.

logo,
ninguém é livre enquanto vivos
por aqui,
diferentemente do espírito,
este que atravessa céu e mares
à seu bel prazer enquanto
desprendido da matéria.

o resto é tudo prisão...

Esterança disse...

Ahh Vivi.. vc é muito linda!!

E pode estar certa que essa vibração maravilhosa que vc tem chega até nós como abraços e beijos carinhosos!

a palavra cumpre a sua missão e nunca volta vazia..


" Antes de encontrar o caminho da página, uma palavra tem primeiro de fazer parte do corpo, tem de ser uma presença física com quem se vive tal e qual como se vive com o coração..." (Paul Auster)

Boa semana!

Peter Pan disse...

Simpática Amiga:
Parabéns pelo Post! Abrange de forma muito forte os sentimentos.
Um "sentir" avassalador de encanto. Genial. Imenso. Intenso de sentimentos. Amor incontornável. Poderoso.
...Sofro. Mas, …sou-lhes fiel...
Prometi-me.
Prometi-lhes.
A alegria. A Felicidade.
O entendimento de “serem”. Tento auxiliar. Ajudar.
Às vezes, faço-me surdo. Faço-me mudo. Não escuto. Não falo.
Sofro.
Também me arrelio. Disparo berros. Manifesto o meu desagrado.
Mas, tudo acaba. Rapidamente. Passa.
Esvaí-se. No exacto momento em que o faço...

Perfeito "cantinho" numa pessoa perfeita!
Beijinhos de imensa amizade, respeito e estima.
Com cordialidade e estupefacção

pena/Peter Pan

Adorei! Votos gigantes de alegria e felicidade.

Avassaladora disse...

Pior é quando se acostuma com prisões...
Sai de uma entra en outra!
É sequencia de penas máxima!!!


Beijos avassaladores!

Edna Federico disse...

É verdade...e o incrível é que temos a chave da cela e muitas vezes não abrimos, né?
Beijo

"giacomo" disse...

Vivian,
... Dia sereno para si [para você], eu desejo.
O que formula é pertinente... Acho que os que escolhem cela da prisão onde vão ficar encerrados nem são os que estão pior, muitos têm que se contentar em escolher a decoração, os enfeites, para colocar nas paredes da cela, uma prateleira para livros, uma foto da mãe, um cartaz de mulher pelada... muitos nem escolhem nada.
Saindo um pouco da metáfora, qual o caminho, Vivian, para os que vão ficando cientes dos limites da razão, e em espírito universal ou ser supremo não crêem nem descrêem?
A pergunta é retórica, eu sei abresposta... só não acredito na resposta.

Beijinhos do
--jorge

Mai disse...

Já me fizeste pensar na felicidade e agora na liberdade...
Sigo refletindo.

Beijos, Vivian.

Nanda Assis disse...

sempre leio aqui coisas maravilhosas que me fazem pensar, mas este de hj ate o momento foi o melhor texto que ja li aqui, parabens.

bjosss...

Isa disse...

Bom dia,Vivian.Gosto de começar o dia a pensar em assuntos interessantes.Este é um deles.
Para mim Liberdade existe no pensamento.Enquanto estiver saudável,penso e ninguém interfere nesse momento, em q. tudo me pode vir à ideia...
Mas...a partir da altura em q. fui Mãe, acredite,fiquei,consciente e voluntariamente,presa.
É uma prisão q.ora me revolta,ora me encanta.A 2ª prevalece...
Depois há a Educação q. se recebe.
Os princípios. Sei lá.
Beijoo.
isa.

Franzé Oliveira disse...

Oi menina, gostei da forma carinhosa q me chamou, MENINO. Sempre as chamo assim, MENINA (risos). É liberdade, vamos dizer o q? Tenho postagens q falo um pqnho desse tema. É copmplexo, né? Vou transcrever aqui duas delas, viu?

"Os que amam estão em todos os sitemas que existem. São livres para viver e amar sem qualquer compromisso. O mundo é o que é. Os esforços vãos e inúteis estão em toda parte e impossível não interagir com tudo isso. Você e eu podemos estar dentro do sistema e não fazer parte dele. Isso sim é liberdade" .

" Verifique seu ponto vista
Verifique a verdade de suas verdades
Reexamine aquilo em que acredita
Acreditar em algo não significa necessariamente que é verdade
Seguir regras pode ser mais fácil do que ser livre
Mas as regras nunca lhe dará respostas para as dúvidas do coração
Não procure regras
Procure seguir seus próprios passos
Isso sim é liberdade".


Bjos com ternura e volte sempre. Eu voltarei, viu?

Nela disse...

Querida Vi, tem razão , a liberdade mesmo só na alma, que corre sem parar...por muitas coisas que foram ditas, hoje em dia os jovens já não casam para não se prenderem, não têm filhos, pelo mesmo motivo, e como será o futuro? todos nós vivemos presos sem o querer a algo, trabalho, casamento talvez, mas no meu sonho eu vivo em liberdade muita liberdade...beijos queridinha e boa semana.

Kafia disse...

Obrigado Vivian :)

estou emocionada com o seu comentário! Nem sei bem o q dizer
Mas uma coisa é certa tem aqui um belo blogue!

Uma aprendiz disse...

Salomão dedicou todo o livro de Eclesiastes á análise dessa prisão.


Bom dia, Vivian.

beijo

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Nascer não é crime, nem dos pais, nem de quem nasceu. A vida é uma dádiva. Ninguém escolhe a miséria, o analfabetismo. Vivemos em sociedade e é o modo como essa sociedade é organizada que impõe a miséria e o analfabetismo. Nisso, nós, como seres humanos conscientes, podemos influir, nem que seja minimamente. Não vivo numa prisão por ter escolhido trabalhar em casa, nem tampouco em sigilo absoluto para o governo federal. Se eu quiser, largo tudo. Não tenho medo de largar e vender hot dog na rua.
A liberdade não passa de um conceito. Nós só podemos pensá-la, mas nunca poderemos saber o que ela é, porque não nos foram dados meios para isso.
Eu deveria ser uma revoltada, pois aos 25 anos me arrancaram o que eu mais amava no mundo, meu filho e meu marido. Sou uma sobrevivente, porém não sou pessimista, nem tampouco ingênua.
Discordo totalmente do que se diz no post.
Beijo, Vivi,
Renata

tossan disse...

Oi Vivian, bela postagem! Todas que você faz. Não fique brava com o que vou te dizer, é apenas a minha opinião não vai mudar as coisas. O dia que eu gastar mais um tostão com psicanalista é porque estou muito doente mesmo. Bj

Sempre em Trânsito disse...

Ótima postagem, um assunto muito pertinente. Mas convenhamos, alguns psiquiatras falam demais.

Parabéns pelo blog!

LOURO disse...

Querida amiga Vivian,belo texto!!!
É um tema que dá que pessar...

Beijinhos de carinho e amizade,

Lourenço

Vivian disse...

...Giácomo meu lindo,
entendi sua colocação
e penso que os poucos
que conseguem alcançar
os limites da razão,
mesmo assim 'descrentes'
em uma divindade maior,
continuam presos por aqui,
pois bem sabemos que enquanto
encarnados somos presas da
matéria.
só aí já nos dá a dimensão
do tamanho que somos, embora
possamos estar um pouco mais
avançados no nível de consciência,
o que nos serve para o exercício
da compreenssão.
nada mais que isso...

nunca esquecendo que esta é
a minha visão de prisão,
tá bem, amore?

Vivian disse...

...Renata minha querida,
já que a liberdade não passa
de um conceito,
logo,
estamos todos presos de
qqr forma.

pense nisso...

bj de energia, minha amiga.

ze disse...

Há sempre pelo menos duas maneiras de ver o mesmo.
Um copo meio vazio, pode-se ver como um copo meio cheio.
Um copo vazio, pode ser visto como um copo esperando que o encham, ou um copo que já fui bebido- lixo.

Quem no seu interior se sentir livre, não haverá prisão nem tortura que o mude.

Beijos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

E o que isso muda, Vivi? Nada, absolutamente nada. Acho a sua questão ociosa. Temos que melhorar o mundo em que vivemos, neste, como vc diz, "imvólucro" que vivemos. Cuidar dos vivos para que possam viver mais e gozar de alguns momentos felizes que podemos ter. O resto, ninguém pode saber.
Beijo, Vivi,
Renata

Déia Arakaki disse...

Boa Tarde Lindezaaaaaaaaaaa...
Puxaaaaaaaaaaaaaa que grande postagem e que grande verdade essa que voce nos presenteou.
Lendo e meditando em cada palavrinha sua nao tem como se ter a menor duvida de que realmente vivemos em uma prisao.
Seje la do que e com o que for.
Digamos que a proprio reencarnaçao nesse corpo de carne já é nossa primeira prisão !!

Linda postagem.... vir aqui é ir de encontro com nosso eu sempre!!

beijos

paula barros disse...

Concordo com o texto.

Quando aqui falou de maternidade lembrei de mim. A maternidade todos sabem que nos limita em alguams coisas, por algum tempo...eu queria muito, então tudo fica mais leve, mais tranquilo.

Talvez a diferença de liberdade ou prisão seja o quanto fazemos o que quremos, o que gostamos, com carinho, desejo, paixão, tesão de vida.

Vamos pensar....

beijinhos, linda e maravilhosa.

MEUS PENSAMENTOS disse...

DISCORDAR JAMAIS!MAS NUNCA HAVIA PENSADO DESTA FORMA,DEVE SER POR ISSO QUE A SOCIEDADE SE SENTE TÃO SUFOCADA!AS VEZES PARECE NÃO HAVER ESPAÇO NO ESPAÇO JA CONQUISTADO,ISSO É MUITO LUOCO!MAS REAL,ESSE BLOG ABRE OS MEUS PENSAMENTOS,BJOS VIVI!

MEUS PENSAMENTOS disse...

VOLTEI ,POIS ESQUECI DE DIZER QUE O BLOG TA LINDO!TA MAIS ALEGRE!GOSTEI DE+!

Márcio Ahimsa disse...

Sabe, Vivian, gosto muito de vir aqui, muito. Me fazes meditar acerca das coisas, simples, coisas do viver, de estar aqui respirando. Essa, agora, liberdade, é de trancafiar o pensamento e soltar o querer. Penso que sou livre, pois não visto nenhuma camisa para me sentir feliz, visto apenas meu sorriso de minino e pronto. Não ligo para demandas sociais, não ligo para prestígio, para conquista de nada, de bens, vivo conforme o vento me leva. Por vezes já estive entre as celas da negligência, por vezes, mas, apeguei-me de outra cela de saber, somente para livrar-me de uma outra. Mas é assim mesmo, uma cela livra outra, e por aí vai. Mas imagino liberdade com o que disses de andar nú. Ando nú, alma nua, pensamento nú. E vivo preso nessa nudez. É minha condenação.

Beijos, querida.

Muito bom esse refletir.

Branca disse...

Penso que prisão é qdo deixamos de sentir prazer nas pequenas coisas, quando deixamos de sonhar, qdo nosso semblante fica pesado, qdo paramos de sorrir, enfim, qdo perdemos o tesão pela vida...

bjos.

Daniel Savio disse...

Oh, eu se me identifico com essa frase: "Um emprego que rende um gordo salário trancafia você,
o impede de chutar o balde e arriscar novos vôos", mas com certeza isso paga a vida que eu quero...

Fique com Deus, menina Vivian.
Um abraço.

neide disse...

Querida Vivian,
Como sempre seus textos nos trás a realidade que por vezes esquecemos.
Mas vivemos de escolhas e muitos escolhem o caminho diferente dos nossos, dos que estudaram, mesmo sem ter a mínima condição, se esforçaram pra ter uma boa "prisão" e viver sua liberdade de maneira mas confortável.
Muitos se acostumaram a uma prisão de miséria, escuridão da alma.

Boa noite linda.

Bjsss

Patricia Faria disse...

Para mim também é uma honra ter um pouquinho do seu blog no meu.
É muito gratificante encontrar blogs assim como o seu, com postagens que nos ensinam a crescer como seres humanos.

Adorei o seu blog.

Parabéns!

Bjs.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,