quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Era uma vez...


 Alguns ratos, que viviam apavorados, alvoroçados com
a frequente presença de um gato, resolveram
fazer uma reunião para encontrar um jeito
de acabar com aquele eterno transtorno.

Muitos planos foram discutidos e abandonados.

No fim um rato jovem levantou-se e deu a idéia
de pendurar uma sineta no pescoço do gato;
assim, sempre que o gato chegasse perto
eles ouviriam a sineta e poderiam
fugir correndo.

Todo mundo bateu palmas: o problema estava resolvido.

Vendo aquilo, um rato velho que tinha ficado
o tempo todo calado levantou-se de
seu canto e deu seu parecer:

- O plano de vocês é muito inteligente,
muito audacioso e com toda certeza
as preocupações quase chegaram
ao fim.

Só falta um pequenino detalhe:

Quem vai pendurar a sineta no pescoço do gato?



18 comentários:

Vivian disse...

...este conto serve de exemplo
para aquelas pessoas que
cultivam o péssimo costume
de julgar sem conhecimento
de causa.

sentam em cima do próprio
rabo, tecem suas opiniões
como donos da verdade,
mas jamais trazem com
elas as formulas prontas
para 'consertar' as
situações...

logo,
a teoria é muito distante
da prática.

e isso vale para todos os
seguimentos da vida, desta
escola de tantos erros
e acertos, onde TODOS
somos um...

...vamos pensar?

isa disse...

Era o mais difícil!
Bem visto!
Beijo.
isa.

✿ chica disse...

Muito bom esse conto, o conhecia e sempre faz pensar.Serve mesmo, é bem atual sempre! beijos,lindo resto de semana!chica

Um brasileiro disse...

Oi. O rato mais velho tem razao. Quem? Devria ter uma continuação, mas a continuação cada um faz a sua.. Aáreça por la. Abraços

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida Vivi

Como sempre muito verdadeiro e realmente na prática as coisas são diferentes.


Um beijinho com carinho
Sonhadora

Paulo Francisco de Araujo disse...

Já estou pensando...
O conto é muito bom!
Um beijo grande

:.tossan® disse...

Gosto muito o que edita aqui no In Foco! É agradável e filosófico! Sempre aprendo a pensar com você. Bj

EDER RIBEIRO disse...

vamos pensar Vivian?
Se é da natureza do gato caçar o rato, resta o rato se resignar e fugir. Vamos supôr que os dois, dotados de inteligência, acharia, cada um a solução para o seu dilema. Ao gato, continuar caçando apesar das estratagemas do rato em fugir. Então, os ratos se reunem e bola um plano para assassinar o gato. O gato que não é besta, compra um armadilha de outro gato mais inteligente que ele e captura os ratos.
Moral dá história: a merda está na capacidade animal (racional) em não usar a inteligência que Deus lhe deu em proveito de todos. Ainda bem que gatos e ratos só tem inteligência para, um ser o caçador e o outro a caça, é da natureza de ambos.

Vivian disse...

...Eder meu amigo querido,

na verdade este exemplo
é para nos chamar a atenção
de quantas vezes julgamos
sem saber muito bem o que
estamos julgando e sempre
que fazemos isso jamais
vamos chegando com a
receita de consertar
os erros aos nossos
olhos.


bolar planos mirabolantes
até que não é difícil,
mas fazê-los ter sucesso
é que são elas...

imagine a cena de um rato
pendurando um sininho
no pescoço do gato...rsrs

bjs, meu lindo!

ONG ALERTA disse...

Sim para refletir....beijo Lisette.

Poeta Mauro Rocha disse...

Pensar...
Hoje em dia é mais fácil esperar as coisas prontas numa massificação alienada por vários "plim, plins" do que realmente fazer algo.
O gato é a nossa educação, saúde, segurança, enfim, vários outros problemas que ninguém vai lá para colocar o sino e dizer que está funcionando.

Bjs.

EDER RIBEIRO disse...

Alma querida, eu lhe entendi. Infelizmente, agora, eu não posso explicar melhor, depois volto para prosear. Bjos.

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Falar é fácil o difícil é agir, ouvi essa estória quando criança contada por vovô.
Adorei a reflexão...beijinhos Vivi em seu coração.

EDER RIBEIRO disse...

A historinha q contei é para reforçar a sua. Explico. O gato e o rato agem por instinto passado de geração em geração, portanto, o rato sabe q o gato é o seu predador e o gato sabe q o rato é a sua presa. O q falta tanto a um qto ao outro é a inteligência. Assim posto, com inteligência seria fácil colocar o sininho.
Voltando ao humano, pq ele age assim, julgando sem conhecimento? Pq ele odeia se sabe q amar torna as coisas mais fácil?
A inteligência é mal usada pelo homem, por ser racional e sentimental, o q menos usa é a razão e os sentimentos. Bjos.

Vivian disse...

...gosto, mas gosto
muito dessa interação e
bate papo onde aprendemos,
trocamos idéias e pensamentos,
onde todo mundo sai ganhando!

afinal não é para fins de
crescimento espiritual
que viemos ter aqui
nesta escola abençoada,
onde mestres e discípulos
respiram a mesma fome
de saber?


bjokas, meu querido Eder,
alma linda!

JOTA ENE ✔ disse...

Perante a imagem... gosto mais de tartarugas, eheh

Severa Cabral(escritora) disse...

Húmmmmm
Vc sabe me encantar com um simples conto...
bjssssssssssssss

EDER RIBEIRO disse...

Alma querida, para mim, vc professa. Sinto que vc é um espírito riquíssimo. Bjos.