quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Envelheço

O artesanato das mãos atingia
origens de nossas causas.

O que bordávamos no pano
bordávamos mesmo era
dentro de nós.

Em cada desenho entrelaçado de
linhas, o entrelaçamento das
tramas que são próprias
da vida real.

Os ciúmes, os desejos secretos,
os medos sem causa, os
justificáveis.

Em cada linha e cor, um respiro
de esperança, um pedacinho
de dor.

Sou mulher de bordados extensos.

Nunca temi a demora das tramas.

Enquanto isso envelheço.


In Mulheres, Aço, e Flores.

Padre Fábio de Melo


14 comentários:

Vivian disse...

...Padre Fábio teceu poeticamente
o que eu de verdade gostaria
de expressar.

Que alma linda, my God!



Nilson Barcelli disse...

Realmente o poema é magnífico.
Todos envelhecemos... por isso, o melhor mesmo é bordar a vida e envelhecer o melhor possível.
Vivian, querida amiga, tem um bom resto de semana.
Beijo.

✿ chica disse...

Um espetáculo de poema esse!!Brilhante ,de uma profundidade incrível!! beijos e fico feliz ao te ver! chica

isa disse...

Vivi, entendi a lindíssima mensagem.
Entendi tudinho.
Mas...vc ñ envelhece.
Vc amadurece!
Beijoo.
isa.

Poeta Mauro Rocha disse...

Belo poema mesmo!

Envelheço na cidade.

Tenha uma ótima noite.

bjs.

Luís Coelho disse...

Já faz tanto tempo que não a encontro por aqui. Paz e Bem querida Vivian.

Todos nós envelhecemos. Mais tristes são os dias que carregmos a cruz de de uma vida mais dura.
Por vezes as preocupações são muitas.
Os bordados necessitam de mais desenhos e mais traços...

Gilmara Wolkartt disse...

Pe Fabio como sempre excepcional!
Saudades de voce!
Gd beijo

Ingrid disse...

maravilhosa escolha ..
beijos querida

EDER RIBEIRO disse...

e assim vamos costurando a vida e nesse processo de envelhecimento é importante saber que evoluimos.
Então quer dize que está na fase dos dramas ao preferir Shakeaspeare.
Bjos.

Severa Cabral(escritora) disse...

Linda !!!!
Saudades mil !!!!!!
Vim aqui é uma honra,ler essa grande mensagem do Padre Fabio,engrandece qualquer espirito...
bjsssssssssssssssss

EDER RIBEIRO disse...

Vivian, os dramas de shakeaspeare sempre tende a tragédia, em dias atuais temos que ter o discernimento que eles estão aí para o nosso aprendizado e evolução. Um gde bj.

EDER RIBEIRO disse...

... Sim querida amiga, tudo passa, se não, passamos. Já que vc citou Shakespeare, deixou duas frases dele para reflexão: "Lamentar uma dor passada, no presente, é criar
outra dor e sofrer novamente".
"Sofremos muito com o pouco que nos falta e
gozamos pouco o muito que temos".
Bjos, adorável amiga.

myra disse...

tudo passa, sim, mas voce continua fabulosa!!!!!!
adorei!
bjos

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Esse padre Fábio de Melo, é uma benção de Deus...(ele mora e minha cidade)...amo as coisa que ele escreve e as coisa que canta e o que diz é claro, sempre tem a palavra certa para cada dor...beijinhos