sexta-feira, 20 de agosto de 2010

A proximidade que mata

Se vivemos próximos demais a uma pessoa,
é como se repetidamente tocássemos
uma boa gravura com os dedos nus:
um dia teremos nas mãos um sujo
pedaço de papel, e nada
além disso.

Também a alma de uma pessoa,
a ser continuamente tocada,
acaba se desgastando.

Nós nunca mais vemos seu
desenho e beleza
originais.

NIETZSCHE

...nós e o bendito costume de querer invadir
a alma do outro, aprisionando-a como se
nos pertencesse de fato.


mais uma verdade pra se pensar, não é?

22 comentários:

Déia disse...

Temos q aprender que o amor deve ser livre!

bj

HSLO disse...

Mesmo amando o outro eu sempre coloquei um limite nessa aproximação...

abraços
de luz e paz

Dustin Maia disse...

E em um amor livre, em que as duas pessoas querem estar perto? Há ainda assim esse desgaste? E quando conseguimos a continua renovação do amor? E quando a distancia de mais? E quando a balança equilibrada vira uma rotina mortal? ... Sim, essa verdade me fez pensar...


Beijos querida!!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Sim, querida! Grude em lugar algum, nem no pé, em parte alguma, sobretudo na Alma! Desgasta e vira uma *coisa*
Beijos, amiga, vou me cuidar hoje, viu os meus cabelos?!Mas que coisa!ah!
Muito obirgada sempre!
I love u*******

piedadevieira disse...

Muito bem colocado.É para se pensar bastante.
Beijos

myra disse...

amor prisao! NAO! mas absoluto respeito pelo espacio do outro!
gostei da imagem! gosto de voce:)))
beijos minha linda Vivian.

Andradarte disse...

Esta então...dá que pensar

Bjs

Daniel Savio disse...

Vivian, concordo em parte, pois não podemos querer participar totalmente da vida da nossa contra metade, mas sim saber tudo que acontece com ela, bem como compartilhar...

Fique com Deus, menina.
Um abraço.

euemmim disse...

Oi querida Vivian...

Muito boa a poesia....é coisa pra se pensar a sério...

Nós estamos sempre achando que temos a alma do outro nas mãos.....que bobagem....

PRA VC:"Nada sabemos da alma
senão da nossa;as dos outros são olhares,são gestos, são palavras,
com a suposição de qualquer semelhança no fundo."(F.Pessoa)

Quero lhe agradecer pelo comentário no meu blog....OBRIGADA!

BJOS COM MUITO CARINHO!

Zil

Matheus W. disse...

Realmente sempre buscamos apreender a alma do outro, engraçado notar que nunca nos damos conta que isto é em vão!

Chica disse...

Lindo e por vezes, a intimidade pode estragar tudo, se a estrutura não for legal!beijos,tudo de bom,chica

C@urosa disse...

Pois é minha querida amiga Vivian, sempre nos desafiando para uma reflexão profunda!Eu acho que a proximidade sem liberdade e respeito pelo outro ser é fracasso certo. Aí, também vale muita sensibilidade e paciência no relacionamente.Parabéns pelo belo texto.

PS: O seu Olá(olhar) está muito bacana e desafiador.

forte abraço

C@urosa

diariodumapsi disse...

Quando tocamos demais a alma de uma pessoa será que ela não se torna muito comum?
Gd beijo

Franck disse...

O melhor é ter segredos? Uma geografia de corpos e almas? Será que Nietzche tem razão?
Pensarei! Bom fim de semana! Bj*

Tatiana disse...

Amar alguém não é ter posse dela e sim dar-lhe liberdade para que seja quem verdadeiramente é, e assim nos cative sempre!

Beijos com imenso carinho

AFRICA EM POESIA disse...

Vivian

com um beijinho e desejando um feliz fim de semana...

LAGO LINDO


Lago lindo
Com água límpida...
Com patinhos
Que vão nadando...

Vão nadando...
E vão namorando...
E nas tuas águas
Vivem o amor...

Amor límpido...
Amor sem raiva...
Amor sem inveja...
Amor sem ciúme...
Porque não sabem...
O que isso é...

Só sabem...
Que nadam...
Que partilham...
Que amam...
E que são felizes...

LILI LARANJO

Multiolhares disse...

O amor não aprisiona, liberta,
o amor é dádiva pura, não espera troca, infelizmente no mundo em que vivemos parco de tudo os veus de Maia imperam, então a alma acaba vivendo em prisões sem grades e triste
Bj

Sonhadora disse...

Minha querida
realmente mais uma verdade...grande, amar não é aprisionar.
Amar não é posse, as almas devem ser livres.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Daniel Costa disse...

Vivien

Simplesmente, este poema que Nietzsche nos legou, é tão vedadeiro que nunca perde oportunidade.
Beijos

Paula Barros disse...

Vivian, também considero uma verdade.

abraço

Liza Leal disse...

A arte de tocar e ser tocado
sem pertencer... sem posses nem desgastes, é algo raro.


bjo
=)

poetaeusou . . . disse...

*
a razão porque penso,
que nem o meu EU é meu !
,
Quem só tem o espírito da
história não compreendeu
a lição da vida e tem sempre
de retomá-la. É em ti mesmo
que se coloca o enigma da
existência: ninguém o pode
resolver senão tu!

,
in – Nietzsche
,
conchinhas, ficam,
,
*