terça-feira, 19 de maio de 2009

Hoje não!!

Hoje não é dia de ser!

Hoje é dia de fingir que se é!

Hoje vou sair, tenho de me preparar
e vestir-me condizente com aquilo
que os outros esperam de mim.

Por isso, hoje não é dia de Ser!

Hoje é dia de fingir que se é o que nunca se foi,
para então agradar, para não escandalizar,
para não decepcionar.

Eu não queria ir pelo caminho da fantasia.

Mas quanto mais de mim coloco,
menos faço a todos sorrir.

Por isso a máscara está pronta.

Ao longe já se ouve a lira, e sou, como num
palco a personagem que rodopia e gira!

Hoje não é dia de ser!

30 comentários:

SILÊNCIO CULPADO disse...

Todos nós somos actores, palhaços de representações com as quais pretendemos o reconhecimento social.
Um reconhecimento que é tanto maior quanto mais nos afastamos de nós próprios.
Mas existimos nós, para além do que representamos e o espaço que nos é devido pela nossa singularidade. Nunca desistas dele.
Gostei muito deste post.

Abraço

Conspicuo08 disse...

Hola Vivian.
Saludos desde Guayaquil Ecuador.
Besos
Bom Dia nos de Deus.
Atte,
Conspicuo08

stella disse...

Viviana saludos.
Premio per te.

Isa disse...

Vivi,adorei...
Quantas vezes temos que fingir q.se
é!
Passei muito tempo a fazer isso.
Hoje,graças a Deus,já ñ faço.
Adoro vc.
Beijo.
isa.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Sempre me mostrei como sou. Tinha um amigo em especial na Filosofia que, por sua vez, tinha a sua turma, e ele me pôs na turma. É óbvio que desagardei à maioria, só que o meu amigo era meu amigo de qualquer jeito, e ele fazia a turma me tolerar. Certa vez, fomos para Nova Iorque juntos, mas quem não agüentou fui eu. Eu era muito diferente. Não podia falar nada que um ficava olhando para a cara do outro e chegaram a me repreender. Resolvi aproveitar a minha viagem só. Apenas disse ao meu verdadeiro amigo por que ia passear sozinha, almoçar sozinha, ir aos museus e concertos sozinha. Ele compreendeu tudo e me apoiou. Encontrei todos no aeroporto para pegar o avião de volta. E continuei a freqüentar a casa do meu verdadeiro amigo, sendo intolerada por quase todos os da viagem. Alguns me compreenderam e me aceitaram, assim como eu compreendi alguns e os aceitei. Mas um dia acabou de vez. Não era para dar certo. O que ficou resta até hoje.
Vivi, tenho um Blog novo, o Amor, visite-me:
http://blogrenataamorr.blogspot.com
Fechei vários, agora tenho 3.
Um beijo,
Renata
PS: Depois eu lhe mando um e-mail. Nada bem, Vivi, nada bem.

Delirius disse...

E como você consegue fazer isso, linda Vivi, fingir que é?!
Hummmmm, não me parece nada fácil não!... pelo menos para alguém como você! Vais sofrer muito por algo muito importante, menina, só pode!...

Beijos, linda.

Pelos caminhos da vida. disse...

É qtas vezes temos que nos esconder de nós mesmos??

beijooo.

paula barros disse...

E esse dia não é todo dia não? Pensei que fosse. Sempre é. Nós e nossas máscaras.

Beijos Vivi, beijos.

A Senhora disse...

Vixe! Nós e nossas máscaras... E dá para ser diferente? Claro que detestamos, mas às vezes é tão conveniente que vale a pena.

bjs

Quase Trinta disse...

Não gosto de uso de máscaras, não gosto de fingir não ser, mas concordo que na sociedade hipócrita que vivemos as vezes temos que ter o dia de não ser e ser o que gostariamos que fossemos...


beijos com saudades

Codinome Beija-Flor disse...

Diz na cança de Oswaldo Montenegro:

"Olhei pro meu espelho e ah....
Meu grito não me convencia
Princesa eu sei que sou pra sempre
Mas sempre não é todo dia"

Nesses dias que não posso ser, eu viro caramuju e fico lá dentro escondida.

Seja como for, seja o que tenha que "ser".
Na platéia ou não.
A gente te espera.
Bjos

Eduardo Miguel disse...

Em uma vida completa há de tudo um pouco e por que não de ser o que não somos??? se eu fosse o que não sou talvez! talvez fosse diferente mesmo sendo tão igual e assim seria um pouco do que não sou e nem sentiria culpa...
Em uma vida completa é tudo assim mesmo parte, faz parte nem mais nem menos só parte de uma mágica Vivi que nem ví só sentí e ainda estou... beijos mil divina.

Nanda Assis disse...

no palco da vida devemos escolher como vamos atuar.
adorei.

bjosss...

Daniel Savio disse...

Bem, acho que sou uma mistura de ser o que sou e não ser (totalmente) o que sou...

Fique com Deus, menina Vivian.
Um abraço.

Avassaladora disse...

Será que somo fadados a ir pelo caminho da fantasia?

Achoi que sim, porque sem fantasia fica muito difícil!


Beijos e carinhos!

A.S. disse...

Acabemos com as máscaras e enfrentemos a verdade!
Vamos deixar que sejamos aquilo que somos!
Que a realidade se sobreponha á fantasia!


Beijos...

Barbara disse...

POR ISSO É QUE PERSONALIDADE=PERSONA=MÁSCARA, NÃO SÃO NADA, APENAS INSTRUMENTOS.
O QUE VALE É A ESSÊNCIA.
POR ISSO INVENTAM AS DOENÇAS BIPOLAR E OUTRAS ASSIM.
MELHOR TODO MUNDO ASSUMIR O MULTIPOLAR
MAIS VERDADE
NÃO É?
TUA POESIA TÁ LINDA!
E REAL.

tesco disse...

Hoje? Nem é primeiro de abril! Procuro sempre ser como sou, mas, normalmente, há maneiras de agradar mesmo sem fingir: Compreendendo o próximo. Muitos esperam concordância com suas ideias, porém, a simples copreensão do seu modo de ser, muitas vezes basta. Alguns interpretam como concordância, mas aí já é interpretação própria. _Beijos.

Luiz Caio disse...

Oi Vivian! Como vai?

Eu prefiro ser o que sou, a ser o que querem que eu seja. Se não me amarem, paciência! Mas se um dia eu for amado, terei certeza que será a mim que amam!

TENHA UMA LINDA TARDE!

BEIJOS.

Tatiana disse...

Olá Vivian...
Saudades daqui!
Já me vi assim...
Apesar de ser muito autentica... já encarnei papéis.E não é nada confortável!
Mas... faz parte do show da vida!

Beijos com meu carinho

silvioafonso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
silvioafonso disse...

.

Quando eu nasci o meu sofrido pai
vestiu-me de grandes colarinhos, um nariz vermelho
arredondado e um par de sapatinhos coloridos como a
vida que ele queria para mim. HOje, se Ele fosse vivo,
choraria com o riso que eu provoco quando volto do
trabalho, sem pão e esperança de ver as coisas melhorarem.
Saudades de ti, meu pai, que dava os seus carpados duplos,
sem rede e sem pintar a cara. A sua cara que tão poucas
vezes eu beijei.

silvioafonso.




.

Sam disse...

Quase sempre penso que a vida se tornou esse "baile de máscaras"onde a transparência se basta ao que se vê com olhos da carne e o ue se ouve com palavras da boca pra fora.

Mas então eu me lembro que é bom se mascarar, pintar a cara... se for pra fazer nascer sorrisos de veradde!

Carinho
Sam

©tossan disse...

Nossa Vivian, esta foi a melhor postagem que vi nesse período. Adorei o poema e a foto! (você sabe que eu adoro esta foto) O poema é lindo e foi você quem fez. Beijo

Franzé Oliveira disse...

Somos finjidores das nossas dores? A minha vida é tão real. Não finjo dores, eu as sinto.Como tb sinto as alegrias.

Bjos menina. Saudade.

Germano Xavier disse...

Gostei da música ao fundo, Vivian. E da polissemia do texto tal.

Um carinho sincero.
Continuemos...

Marcos Campos disse...

Olá!
Ainda bem que não é todo dia que não é dia de ser!!
Legal seu blog!
Beijo!

Mimirabolante disse...

incrível o texto .......amiga,tão bom a sua presença,suas doces palavras......vim dar outra fugidia do hospital......mais um pouquinho e estarei de volta......agradeço o seu apoio.....bjcas.....muito carinho e Paz....p/vc....

Mai disse...

M A R A V I L H O S O!!!

Sem palavras, como dizes, há alguma palavra que seja mais significativa ao espanto do que catatônica?
Assim, fui eu somos atores no palco da vida, não?

Dia de ser e de não ser...


Beijos, minha linda.
Beijos muitos.

Muita admiração,
Mai

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,