quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Impulsividade?

Quando alguém nos dirige uma ofensa,
devemos imaginá-la com um 'pacote'
simplesmente embrulhado em
papel comum, e que cabe
a nós aceitá-lo ou não.
Se o aceitamos, pegando portanto
o tal 'presente', imediatamente
e por lógica ele passa a
nos pertencer.
Mas, se ao contrário, não aceitarmos
o tal 'pacote', quem o criou tem que
voltar com o mesmo entre
as mãos, e ponto final.
Assim agem os sábios que cuidam
para que nada e ninguém tenham
o poder de desestruturá-los
mentalmente.

Poderíamos poupar muitos dissabores
se não usássemos tanto a
impulsividade.


Pensem nisso!

43 comentários:

Dauri Batisti disse...

Quando alguém nos dirige uma ofensa... Quando... Respirar e pensar assim, e desejar tudo de bom para a viagem que ela fará de volta com o pacote na mão.

Beijo.

Déia disse...

Concordo plenamente com você..
Tudo o que as outras pessoas nos oferecem é como um pacote fechado.
Vai de nós aceitarmos ou não.
Acredito que se aceitamos e devolvemos com outro pacote , estamos nos comparando aos mesmos.
Mais o certo é que : Quando se tratar de ofensas e coisas ruins como energias negativas, devemos deixar o proprio remetente ser o proprio destinatario e deseja-lo :
Boa Sorte !!!

beijinhos

Lucí disse...

Muito sábio..

Na prática é um pouco mais dificil, eu luto muito com a minha impulsividade.. hoje já sou bem mais controlada, mas ja perdi muito a minha paz interior por "presentes" assim que recebi..

Bjo flor...

LOURO disse...

Olá Vivian,lindo texto e estou plenamente de acordo contigo, vai de nós aceitar-mos ou não esse pacote!!!
Beijinhos de carinho e amizade,
Lourenço

Déia disse...

Beijinhos minha linda...
Tambem adoro filosofar com você..
Tenhas uma tarde iluminadíssima

GarçaReal disse...

É verdade....

O mal é precisamente reagirmos na hora sem travar um momento para pensar um pouquinho.

Bom este alerta

Bjgrande do Lago

Giane disse...

Oi, Vivi!!!

Concordo.
Pena que ás vezes eu teime em aceitar esse "presente de grego" - hunf!!!

Beijos mil!!!

Eurico disse...

Maravilhoso blogue! Preciso vir aqui sempre. Esses ensinamentos são sempre bons.
Abraço fraterno.

Diogo Caceres disse...

Verdade minha amiga, está em nossas mãos decidirmos o q faremos c/ os pacotes q nos são oferecidos... como em certa historia em q uma vizinha invejosa enviou um pacote de estrume a uma conhecida. Recebendo o embrulho, na sua humildade, recolheu ao seu jardim e adubou-o c/ o mesmo. Passado algum tempo enviou um embrulho de rosas a pobre invejosa, c/ um bilhete que dizia: "cada um oferece o q possui"!! Iluminado são seu olhos, amiga, pois veem sempre o melhor das pessoas... abração e obrigado mesmo pelo carinho!!! Fica c/Deus!!!

Thiago... disse...

Concordo, muito bem pensado.

Um beijo!

Carla Sofia disse...

Boa perspectiva!
beijinhos

paula barros disse...

Oi, querida e fofa

Sempre pensando, refletindo, tentado acertar alguns ponteiros.

Ainda me desconheço, as vezes não sou impulsiva, quando algo é até mais sério, e por bobagens posso ser impulsiva.

Mas vou ficando atenta.

bom final de dia para você. beijos

"giacomo" disse...

Vivian,
Não poderia concordar mais... pouparíamos muitos dissabores se aprendêssemos a deixar as coisas passar através de nós e seguir seu caminho, em lugar de nos atingirem e abalarem. Verdade para ofensas pessoais, também para os agravos da vida, do "destino". Concordo, mas não quer dizer que eu aja sempre assim. Já agredi uma pessoa que ofendeu alguém que me é caro, não estou certo que hoje o não fizesse de novo, se as circustâncias se repetissem. Isto é assunto difícil para mim, Vivian; dizer que estou de acordo é a parte fácil...
Um abraço, jorge

Jardineiro de Plantão disse...

Existe maneiras e maneiras de encararmos as coisas... concordo, que a atitude é racional... mas nada de dobrar tanto até se verem as calcinhas...

Abraços

Conde Vlad Drakuléa disse...

Exato, nisto consiste a sabedoria, ter auto-controle sufciente para não aceitar as ofensas, afinal, a melhor vingança em minha opinião, continua sendo o perdão das ofensas, grande beijo do conde, voei....

Multiolhares disse...

é bem verdade existe uma história penso que é chinesa onde o mestre diz:
quando nos dão um presente se o aceitamos passa a ser nosso mas se não o aceitarmos
nunca o será, penso que isso tem muito a ver com a identificação e os orgulhos, pensamos bem demais de nós mesmos, damos importância demais ao que somos, não aceitamos que os outros tenham opiniões divergentes, não temos paciência, não sabemos perdoar, enfim acho que não temos estado a evoluir como seres humanos mas a involuir.
beijos

FRAN "O Samurai" disse...

Oi Vivian querida!

Essa sua postagem veio em uma hora bem interessante...

Ontem eu entrei em meu Blog e recebi um comentário "anônimo" de uma pessoa que falou um monte de asneiras sobre minha pessoa. Eu sei quem é essa pessoa, mas não gostaria de comentar aqui. É alguém do tipo que se acha o melhor de todos e "pensa" que consegue tudo que quer.

Daí a partir de hoje estou lendo os comentários do pessoal antes de liberá-los. Mudei nas configurações. Eu deixava tudo livre porque não tinha problemas desse tipo. Mas sempre existe o famoso "mala sem alça" que procura infernizar a vida das pessoas.

Será que essas pessoas não tem o que fazer? Só por Deus!

Mas eu nunca respondo as ofensas, deixo passar e ignoro essas pessoas. Não vale a pena esquentar por tão pouco né.

Não sou impulsivo, mantenho-me atento e ignoro tudo que não me fará bem.

Pra que se importar né!

A vida é bela...

Beijos de seu pupilo.

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Penso, Vivian, e como penso. E estou sendo bem sucedida na minha impulsividade. Amanhã você vai ganhar um presente.
Um beijo,
Renata

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

É na prática é mais difícil, mas devemos sim pensar duas vezes antes de tomar uma atitude. É que as vezes não dá.
Somos jogados e absurdamente massacrados.

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Olavo disse...

Já fui mais impulsivo..não sou tanto agora..a vida ensina..e alguma coisa quanto a isso aprendi na marra rs
beijão

tossan disse...

Outra que eu preciso exercitar mais, ainda não estou pronto. Bj

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Perfeito,sábio,verdadeiro...mas tão difícil.Eu sou daquelas que grita pra todo mundo ouvir,mesmo.Quando percebo,já aconteceu...

Um dia,quem sabe,me controlo,ainda tenho esperanças....

Um beijo,Sonia Regina.

Pelos caminhos da vida. disse...

Um dia desses tentaram fazer isso comigo,imediatamente mandei de volta.
A vida nos ensina muito,não engulo mais sapo de nenhum tamanho.

Otima quinta-feria amiga.

bjs.

Suzy Knöpfel disse...

Que blog lindo : ) ameiiiiiiiiii.....beijosssss

ex-controlador de tráfego aéreo disse...

Oi Vivian!

Eu às vezes fico imaginando que tipo de lição pode-se dar a alguém se simplesmente ignorarmos uma atitude rude ou desagradável. Não consigo, porque sou bruto ainda, imaginar alguém aprendendo pelo silêncio ou pela falta de respostas.

Penso que para cada ato ignorado há um monstro sendo criado, senão no outro, em nós mesmos. É preciso dizer em alto e bom som o que se pensa a respeito de um pensamento posto em palavras, em gestos ou atos mais contundentes, mesmo quando isso nos desagrada. É preciso dizer ao outro que não está certo fazer algo, com propósito ou não, que atinja, por exemplo sua integridade, física, moral, ética ou intelectual.

Mas, dito isso, continuarei a tentar entender essa lógica com a mente aberta e os sentidos alerta.

Um beijo com carinho!!!

Pétala disse...

Grande verdade...poderíamos poupar muitos dissabores.

bjos!

Leonardo Werneck disse...

Ahhh eu queria ter sangue de barata e poder devolver o pacote assim sem mais...

Uma dia eu aprendo!!

Beijo

"giacomo" disse...

Vivian,
Me perdoe a reincidência, mas tenho andado a pensar... na impulsividade.
Não somos nós que a usamos, ela é que nos usa -- por isso fica por vezes difícil evitar...
Beijinho
jorge

Derfel disse...

Saudações

Atitude tão sábia mas que nos vai custando tanto... não por ser complicado, mas talvez por ainda termos hábitos de mentalidade que ainda não desprogramámos...

Agradecido pela partilha :)

PS: Agradecido pela visita. Aparecerei mais vezes :)

Knight_Derfel
"Há sempre LUZ dentro de nós"

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Bom dia, Vivi!
A sua surpresa está la, esperando por vcoê. Chama-se "Amor em Essência".
Um beijo,
Renata

Bel Lucyk disse...

O velho ditado, de contar até 10 antes de tomar alguma atitude, muitas vezes é o melhor caminho... beijos

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Vivi:
EStão querendo levar embora o que eu lhe dei. Acho bom vc se apressar, mas não precisa correr.
beijos,
Renata

Gleidston dias disse...

Aí esta uma que preciso urgentemente desenvolver, ainda nem consigo contar ate 10 rrsss.
belo post Vivi.

beijo, dia de paz!!!

Bandys disse...

Vivian
Belo texto.
A sabedoria é adquirida com as experiencias...e leva tempo.

Belo texto.

beijos

Vanessa. disse...

E eu concordo totalmente contigo, talvez por ser, por vezes, bastante impulsiva.

xistosa - (josé torres) disse...

Fácil de escrever, difícil de aceitar por quem já anda neste mundo há muitos anos.
É isso.
A impulsividade que nos coarcta ou inibe de pensar.
Não sou de actos desmedidos ou violentos, mas quando me pisam, sou impulsivo.
Como é que ao fim de tantos anos me vou curar.
Quando "embarcar" para o outro lado.

(não tenho aparecido.
O mundo abateu-se sobre mim e soterrou-me.
Já escapei dos escombros e respiro.
Caímos mas temos que nos levantar.
Ainda não está tudo no sítio.
Em Janeiro, vou para o "açougue", é assim que se diz "talho", não é?
Vou fazer um bypass, ou dois.
Um para "tintól", outro para cerveja.
Alemã de preferência.
Têm menos gás que as portuguesas e espanholas.
E na minha idade ...
Estava a escrever sobre cervejas!!!
Por isso vou andar por aí, mas mais devagar.
Aparecerei.)

ANDREA MENTOR disse...

Certeza Vivi, é isso mesmo. Cabe a nós... Tão dificil... Mega saudade. Beijo...

angela warlet disse...

Oi Vivian!
É bem por aí,temos de usar a sabedoria e exercitar constantemente a paciência no dia a dia. Adorei!
Beijo,angela

PS:Por falha técnica saí do ar...mas consegui retornar!

•.¸¸.ஐBruneLLa Wyvern disse...

Uma ofensa é um ocnvite para uma briga, troca de palavras ásperas. Eu prefiro a indiferença, rejeitar esses convites... Tem dado certo!
beijos e borboleteios Vivi

Daniel Savio disse...

Você transcreveu em bela palavras o que temos de fazer para evitar uma briga (de não cair na ofensa do agressor).

Fica com Deus, Vivi.
Um abraço.

Anônimo disse...

QUERIDA VIVIAN, BOM DIA, SAUDADES SUAS! TUDO LINDO POR AQUI. FICA COM DEUS. BEIJOS. RANE
WWW.RANE.NAFOTO.NET

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,