segunda-feira, 6 de junho de 2011

Das "Traições"!!

Por quê, então, cultivar roseiras
se, quando tudo está crescido,
é nelas que você se corta?

Por quê tanto cuidado, rega e poda
se é um dos espinhos delas que
sempre rasga seu dedo no
meio do jardim?

Por quê achar que é traição quando
o que escorre do ferimento não
passa da colheita daquilo
que plantou?"

Eduardo Baszczyn

...em tempo

quando há traição, de quem é a culpa?

do traído ou do traidor?

pense!!

31 comentários:

Vivian disse...

...onde há verdade jamais
caberá traição,
e onde não cabe traição
existe aí o amor por amor
somente.

entenda 'amor por amor somente'
o amor sem amarras, sem cobranças,
sem desconfianças frutos das
inseguranças, estas 'pragas'
capazes de matar qqr sentimento
por mais sincero que possa ser.

quem ama de verdade, ama
antes de tudo o bem estar
do ser amado, a ponto de
deixá-lo livre para buscar
tudo que lhe faz bem...até
um outro amor, por que
não?

e quando isso acontece,
não há culpados,
há verdades sendo
expostas.

simples assim!!

✿ chica disse...

Bela e bem profunda reflexão! Linda poesia! beijos,ótima semana,chica

brisonmattos disse...

Ah...pura utopia.Isso não existe...ou até existe...pois Deus é assim.Vim pela rosa...Linda como você.

Paloma disse...

E, apesar dos espinhos, eu tornaria a plantar a mesma rosa,se pudesse novamente.

Andradarte disse...

E quem é um...e outro...?
Beijo

Ingrid disse...

na verdade, para mim, não há culpa e sim falta de amor, ou diálogo,ou safadeza mesmo... rsrsrs
que ama tenta sempre ...
beijos linda Vivian.

shan-Tinha disse...

o que se sente traído exigiu mais do que o traidor poderia lhe oferecer de bom, amar implica em deixar livre a quem se ama e não fazer desse amor uma prisão. estar com alguém deveria ser somente quando esse alguém também queira, quando começa a cobrança já não tem mais porque estar junto.
bj!

Gilmara Wolkartt disse...

Acho que uma traição é uma reação de todo um contexto relacional. logo ambos tem uma parcela de contribuição para que a traição aconteça.
Boa semana
Gd beijo

Juliana Lira disse...

Acho que nao há culpados, ou há, ou os dois o sao. Ah Vivian agora vc me pegou. rs
Sei apenas que dói. Dói demais...

Milhoes de beijos

Luís Coelho disse...

Bom dia
Por vezes nem é de um lado nem do outro. Muitas vezes a culpa morre solteira e nunca se chega à conclusão final.

Penso que a traição existe por que o amor morreu e as pessoas deixaram de se respeitar.

Pena disse...

Maravilhosa e Doce Amiga:
Já sumariei a sua majestosa lição de hoje.
Parabéns.
É bem sincero o talento das palavras escolhidas por si e geniais de Eduardo Baszczyn.
Perfeita pesquisa, como é hábito contemplar-nos com poemas ou textos imensamente significativos e preciosos.
Bem-Haja, pela visita linda no meu blogue que adorei.
Beijinhos de respeito ao seu encanto de ser humano gigantesco.
Sempre a admirá-la muito.

pena

É excelente!
Bem-Haja, genial e mágica amiga.
Adorei. É perfeita.

Abraão Vitoriano disse...

acho que a culpa, neste sentido, é do próprio humano, somos levados por desejos que tantas vezes não falam com a razão, daí trair a nós mesmos tambem...

um beijo, vivian
aqui sou "mais maior"
estrela e sol

carinho,
do menino

fique com Deus!

saudades!

sagitario disse...

o ser humano gosta de trair. está-lhe na natureza, só que não gosta de ser traido, também lhe está na natureza, por isso as traições são tão valorizadas, se não lhes dermos importância o traidor vai sentir-se humilhado e desiludido.

Sheila disse...

Na maioria das vezes recebemos 'sinais' e também nos omitimos do que está realmente acontecendo num relacionamento.

João Videira Santos disse...

...E porque não há bela sem senão, vivam as rosas, apesar dos espinhos...

Mimirabolante disse...

As vzs ela vem qd e onde menos se espera!!!!!
bjcas

Sotnas disse...

Olá Vivian, que tudo esteja bem contigo!
Onde há traição fica difícil haver até vida quanto mais outro sentimento bom!
Quando verdadeiro o amor sempre vem de dentro pra fora, sem cobrar oferta, e sempre faz a coisa certa!
Belíssimo poema postado, o que por aqui é deveras normal, e é muito bela também a imagem, bem o teu bom gosto e sensibilidade sempre estão estampados em tuas postagens, parabéns!
Agradeço pelas visitas e comentários sempre tão gentis, grande abraço e até mais!

Andréia disse...

Vivian !!

Se dúvida uma verdade inegável!!
"deixa quem tu amas livre!"

Otima mesmo esta reflexão!!

beijos

mfc disse...

Simplesmente... porque são lindas!!!

Ana Martins disse...

Boa noite Vivian,
A culpa nunca é só de um, há que pensar e reflectir!

Beijinho,
Ana Martins

sandrinha disse...

Iupiiiii!!!!

Amigaaaa!vim te deixar um beijinho vui?vc não está podendo ainda comentar lá!mas isto não me impede de vir aqui...aí quando eu lembro de quantas veses me descabelhei para tentar comentar aqui na sua casa e não conseguia!por não ter conta!eheh!

Ahhh!fica lá com estes olhinhos lindos me vigiando..quem sabe o blogspost toma jeito e arruma estes comentários né?e eu não preciso mexer!se sentir saudades grita no e-mail tá?

Beijinhos!meu e Da Maria Fernanda!

SAM disse...

Querida amiga,


Uma reflexão que merece atenção. Um poema belíssimo! Julgar seria um erro meu. Cada um tem a sua parcela de culpa.


Beijos com carinho, Vivian! Obrigada querida.

Pensador disse...

Acho complicado atribuir culpas. Cada caso é um caso.
Mas acredito que onde há amor, enquanto há realmente o amor, não há traição. Por mais difícil que seja, chega-se ao entendimento...
Beijos!

Marcia disse...

Vivi querida vim te ler e deixar aquele beijo!

piedadevieira disse...

Saudades daqui, de você.
Prefiro que não exista, mas o que fazer se acontecer?Andar pra frente.
Beijos

myra disse...

falta de dialogo!
um grande beijo

Memória de Elefante disse...

Vivian!

Então, afinal, a “culpa” é de quem? Simples: de quem não quer se dar ao trabalho de se comunicar. Tanto de quem trai porque não disse do que estava precisando ou o que queria, quanto de quem ouviu o parceiro pedir, se expressar, e não se esforçou para melhorar a relação.
Dialogar é dar a oportunidade ao amor que ainda existe!


Um beijo

Multiolhares disse...

uma boa reflexão para a tomarmos no dia a dia
bjs

Nayara Borato disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog ponto final. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs


Narroterapia:
Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.

Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.
http://narroterapia.blogspot.com/

Rafaela Andrade disse...

Um pouquinho de cada um.

Rafaela
Apenas um ponto
http://apenasumpontoesportivo.blogspot.com/

Tatiana Moreira disse...

Olá Linda Vivian...
Palavras profundas e intensas que nos causam uma revolução interior...
Sabe a vida me ensinou que quando há uma traição numa relação ambos tem a sua parcela de culpa... Apesar de que cada caso é um caso!
Que não somente o seu dia 12 mas todos os seus dias, sejam repletos de muito amor!
Um abraço carinhoso