quarta-feira, 4 de maio de 2011

Corações amigos!

Pequeno gesto, grande coração!

Desde que meu marido foi vitimado por um AVC
que o deixou com dolorosas sequelas, a vida,
esta mais perfeita escola tem nos ensinado
muito mais do que aprenderíamos na
normalidade dos dias.

E um desses profundos e preciosos
ensinamentos, vem das amizades
que fazemos no decorrer do
caminho.

Nos tempos de saúde perfeita, quando
tudo sorrí para nossos dias,
vivemos rodeados de
amigos afins.

Mas nas horas cinzentas, aquelas em que
tudo conspira para que tenhamos dias
lagrimentos, dias de total certeza
de quão pequenos e incapazes somos
diante dos problemas e das dores,
eis que Deus nos mostra quem é
quem na escala de se ter
amigos ou não.

Não é a presença esporádica, não é a ajuda material,
não é aquele telefonema semanal para perguntar se
tudo está bem, não... não são estes atos
mecânicos que demonstram a verdadeira
amizade, e sim são aqueles pequenos
gestos que valem milhas de emoções
e agradecimentos sentidos.

Esta imagem que ilustra o meu post é resultado de
um dos mais lindos gestos que um verdadeiro
amigo pode demonstrar em amor pelo próximo.

Sim...

Uma penquinha de mini-bananas e dois frutos
de cajá-manga soam como o ato mais nobre
que pode existir dentro de um coração
amigo.

A visita, o presente, meio dedinho de prosa,
e eis que o dia ficou completo para quem
hoje contenta-se com um simples gesto
da presença amiga!


"Na prosperidade nossos
amigos nos conhecem.

Na adversidade nós conhecemos
nossos amigos."

20 comentários:

BRANCAMAR disse...

Adorei este post, porque tudo o que aqui está descrito sempre me disse imenso. Os momentos mais marcantes da minha vida sempre me foram oferecidos por pessoas assim, amigos que te dão o mundo num gesto simples.
Também os conheci melhor na adversidade e isso nos deixa tranquilos e mais fortes, porque sabemos que não temos tantos "parasitas" agarrados à nossa pele, mas pessoas que nos querem amar e ouvir, o que acaba por ser recíproco.

Tudo que escreves é lindo!

Beijos, minha querida.

✿ chica disse...

É verdade,Vivian...


Coisinhas simples dadas com amor e um dedo de prosa a quem precisa, fazem toda a diferença e não há nada que pague...

Que surjam muitos mais desses amigos em nossas vidas.os outros,SÓ das badalações, festas, dispenso...
isso é lindo ! Beijos,tudo de bom,chica

valquiria calado disse...

Olá amiga,sim, são nesses momentos que a amizade é revelada, muito boa sorte a familia; vim tbm convida-la a passear no meu hanukká, http://hanukkalado.blogspot.com/

beijos.

Chamo de virtude adorar Deus, ajudar e amar todos os nossos semelhantes e buscar o bem fazer sempre que se possa
Jean Louis Vives

isa disse...

E é assim que vemos os Amigos!
E é preciso bem pouco,mas de coração!
Beijo.
isa.

xistosa - (josé torres) disse...

Esta é a verdade nua e crua.
Mas...
Há sempre um "mas".
Aqueles que, concomitantemente sentem as mesmas "dores" que nós, mas não conseguem exprimi-las.
Talvez uma oferenda seja uma exteriorização... amiga, daquela amizade que por vezes está latente e não se manifestou.
As pequenas coisa engrandecem quem as recebe as oferenda.

Espero que a vida se normalize, dentro do possível.

Uma boa semana.

Cristina Fernandes disse...

A amizade que o coração guarda, nas pequenas coisas... como na simples palavra...
Bjs,
Chris

Sylvia Rosa disse...

Deus sabia direitinho pra quem confiar alguém com sequelas de AVC ou qualquer que ela fosse... já sabia da sua força e sua felicidade em vencer qualquer dificuldade. Pra você sua vida tem peso de pena, e a vejo tão linda quanto um pavão!!!
Boa noite querida!

Nanda Assis disse...

Amigos são poucos.

bjos...

Cristiane disse...

A Vivian, que bom que pude ler esse Post e estar aqui, fazendo a minha pequena diferença nesse momento tão pessoal teu! Conte sempre comigo, querida...Com certeza, boas energias obterás! Bjs com carinho!

Hugo de Oliveira disse...

Hoje estava conversando sobre isso na casa de meu pai e ai, minha madrasta disse que não é preciso ter muitos amigos, mas os poucos que verdadeiramente vao ficar ao nosso lado nossos momentos de alegria e tristezas.

abraços

Lily disse...

Eu a entendo. Meu pai teve AVC, há 5 anos.

Um abraço caloroso,

Suzana/LILY

Abraão Vitoriano disse...

falar de amizade é sempre engradecedor, conhecemos os amigos nos mais cotidianos conflitos, essa é a verdade!

beijos,
sonho meu

fique com Deus!

do menino-homem

quase ressurgindo...

Liza Leal disse...

Olá Vivi!
Q tocante!
Lembrei de meu saudoso pai, na fase + dificil do mal de Parkinson e alzheimer. Sem o trabalho(seu melhor lazer),isolado pelo constrangimento q sentia junto aos outros, sentiu na pele a ausência "dos amigos", e dizia: - "Um homem não é nada sem a sua saúde". Hoje faria 82 anos,e é a msma data em q descansou desse mundo. Sua presença espiritual em m/vida me dá forças p/seguir c/todas as adversidades.

bjok
=)

mfc disse...

É tão certo!!
É nos momentos difíceis que sabemos quem saõ os nossos amigos!
E por vezes eles vêm de onde menos esperamos.

Mimirabolante disse...

Sua sensibilidade,suas palavras......lindo demias!!!!Nem preciso escrever nada,vc já disse tudo!!!Fé !!!!!Saúde Espiritual......bjcas com carinho.....

diariodumapsi disse...

De fato Vivian, é na adversidade que conhecemos nossos amigos.
Linda a sua postagem! É nos pequenos gestos que as pessoas mostram o seu amor e preocupação com os outros.
Gd beijo

www.cha-com-biscuit.blogspot.com disse...

Amigos verdadeiros não precisam de convite, eles aparecem, não precisam trazer presentes, eles próprios já o são, não precisam de palavras, basta um gesto, um olhar, amigos verdadeiros são eternos. A dor nos faz valorizar o que temos de mais precioso que é o amor ao próximo.
abraços.

tossan® disse...

Quando venho aqui e digo que aprendo é porque me emociono também. Amigos se contam nos dedos de uma só mão e valem por mil. Amigos ensinam a verdade. Beijo moça

Manuel Luis disse...

São momentos difíceis mas apaziguados pelos que nos são queridos. Esperamos sempre o melhor que os nossos amigos podem dar sem esforço.
Afinal é tão fácil fazer as pessoas felizes!
Beijo e abraço.

shan-Tinha disse...

que graça!
o que mais precisamos e gostamos não custa nenhum dinheiro!
..."há mesmo quem dê um carneirinho, um pombo, um verso! Foi lá que me ofereceram, certa vez, um raio de sol!" cecília meireles
lindo gesto!