quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Vidro ou Diamante?

A marca de sua ignorância é a
profundidade da sua crença
na injustiça e na
tragédia.

O que a lagarta chama de
fim de mundo, o mestre
chama de borboleta.

Richard Bach


...eu sempre encarei as dificuldades da vida como
trampolim para testar minha capacidade, minha
força, e meu entendimento de que seremos
transformados em jóias raras ou não,
conforme o buril que nos deixamos
lapidar.
pense nisso...

21 comentários:

José Gonçalves disse...

Olá Vivian,

Muito interessante esta citação de Richard Bach.

E muito interessante a tua reflexão sobre a metamorfose que pode acontecer na Vida de qualquer Ser Humano.

Todos nascemos iguais, vindos do nada, do pó.

Com o crescimento são-nos moldados os Principios e Valores, por vezes errados.

Aí, há que deixar-se lapidar com um buril capaz de rectificar as imperfeições e dar uma Vida nova a uma pedra que é única, preciosa!

Muito interessante a tua Reflexão!

Dá que pensar!

Vale a pena pensar!

Um abraço e até sempre,

José Gonçalves
(Guimarães)

Isa disse...

Sim,digo que as dificuldades me
provocam!Me levam a lutar.
Beijo.
isa.

Érica disse...

Taí o segredo... encarar as dificuldades da vida coo trampolim que testa capacidades.

Ecomo somos capazes!embora,só percebemos em meio a extrema necessidades.

bjO

Luís Coelho disse...

Depois do choque inicial é tempo de repensar e enfrentar a situação.
A nossa vida tem mais cor quando se enfrentam as dificuldade e partimos decididos a ganhar os desafios.

Chica disse...

Essa reflexão é maravilhosa e ainda com essa tua musiquinha...LINDO!beijos,chica

Daniel Savio disse...

Que é melhor lipidada com o tempo e vontade de vencer...

Fique com Deus, menina Vivian.
Um abraço.

Liza Leal disse...

"O q a lagarta chama de fim do mundo,o mestre chama de borboleta".
Lembro-me do meu pai(in memorian). Essa frase consta na lembrancinha (missa de 7ºdia), e hoje entendo melhor o pq dele não estar mais entre nós.

A musiquinha...Humm! Um luxo, aqui!

bjok
.
L!zA

Andradarte disse...

Creio que nunca aguentaria muito 'buril'.
Beijo

Franck disse...

Teve um ano, não lembro-me mais qual, que usei essa frase do Rochard Bach sobre a borboleta e o mestre na agenda, na época tocou-me muito!
Bjs e uma noite iluminada!

piedadevieira disse...

Estou pensando,cara amiga. Quem dera ser como o mestre em todas as ocasiões!Enquanto isso, vou tentando, tentando...
Beijinhos

Malu disse...

Nas dificuldades nos conhecemos
e conhecemos mais ainda ao outro ...


Bjo e uma Noite de Paz.

Sonhadora disse...

Minha querida
Como sempre deixaste uma bela reflecção.
A vida testa-nos constantemente, temos que estar preparados.

Deixo o meu carinho e um beijinho
Sonhadora

Pena disse...

"...O que a lagarta chama de
fim de mundo, o mestre
chama de borboleta..."

Já lhe disseram que é doce, enternecedora e linda?

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

frases poderosas nestes verosos

A.S. disse...

Vivian...

Há vidros que parecem diamantes... mas que se desfazem ao menor impacto!!!

Beijos
AL

Graça Pires disse...

Excelente motivo de reflexão, esse, de fazer das fraquezas forças.
Um beijo.

Joshuatree disse...

Ahh amiga !
Eu gostaria de ser menos testado. Adoraria me ver simplificando as coisas ao meu redor. Se isso não me fizesse mais feliz,ao menos me deixaria mais confortável comigo mesmo.

Gosto muito desse blog e de você.

Beijão no coração

Daniel Hiver disse...

É verdade Vivian. Tens razão. Somos reflexos das pessoas com quem andamos, das pessoas que lemos, do que ouvimos e do que permitimos que aconteça...
Mas podemos ser modelados ou não... e as nossas "verdades" são imensamente mais fortes que opiniões superficiais.
Nós mesmos temos uma parte essencial em nosso processo de lapidação.

Muito obrigado pelo carinho e o jeitinho com que colocou as palavras sobre minha entrevista lá no espaço aberto.

Sheila disse...

Olá,vim retribuir o seu olhar no meu blog.
Que bela imagem,a borboleta lutava apenas por nascer,por livrar-se de um envólocro,mas Deus tinha planos mais coloridos para ela.Embora ela mesmo não possa ver,este é o nosso maior presente, nós podemos.Beijos.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Sim, e a o borboleta reinicia o ciclo. Acredito que somos todos diamantes brutos. Alguns, com a dor e o amor, muitas vezes indissociáveis, se lapidam.
Belo, Vivi!
Beijo pra ti!
Renata
PS: Já tenho este negocinho pra gente se falar:)))

myra disse...

primeiro, lindo teu cabeçalho, depois, um grande beijo por colocar sempre coisas - mesmo se nao sempre sao tuas - que nos faz pensar muito...
e a borboleta é linda... mas vencer sempre as dificuldades, nao é nada facil! tem que ter muita força para emfrentar , mas nao acho que se pode vencer sempre...
mais um beijo