terça-feira, 11 de outubro de 2011

Ao Vento!

Escrevo como um rio que se deixa levar
pela correnteza para alcançar
seu destino.

Escrevo como quem busca a um deus
imaginário, como o cego que
adivinha cores sem nunca
as ter conhecido.

Escrevo como quem tece sonhos
na urdidura dos dias que
teimam longos e gris.

Escrevo como quem chora
tentando driblar
as horas.

Por fim, escrevo ao vento.

Quem sabe ao menos por pena, ele
tranforme em cores todos os
meus lamentos.

30 comentários:

Maria Teresa Fheliz Benedito disse...

Vivian, que lindo!
E de tanto escrever nos encontramos com a verdade que tem dentro de nós...
E não vai ser por pena que ele vai transformar seus lamentos em cores não,mas por que você se encontrou nestes lamentos,transformando sua vida mais colorida!
Um abraço e adorei passear por aqui,beijos no coração,Maria Teresa

Ingrid disse...

letras lindas de sentir..
beijos querida..

www.cha-com-biscuit.blogspot.com disse...

Lamentar, abandonar o barco, parece que isso não combina contigo, aliás tenho certeza. Confie! Ele está do teu lado. As vezes nos sentimos sozinhos como que abandonados, mas o único abandono que realmente existe é de nós para com ele. Muitas vezes o remédio tem que ser amargo para que a ferida cicatrize, o tempo é o tratamento mais eficaz para nossas dores, tudo passa e se fizermos a lição direitinho seremos aprovados e uma nova etapa nos será dada. Tens te saído muito bem, não desanime, não desista de você, a escola da vida tem grandes professores e tenho certeza que és um deles. Eu apesar de não te conhecer pessoalmente acredito em ti e Ele também. CONFIE!

Abraços.

✿ chica disse...

LINDA poesia ,Vivian.,Triste mas muito linda!!!Sentida! beijos,tudo de bom, fiquei feliz em te ver novamente! chica

Sandra Puff disse...

Bom Dia, minha Flor Amada!
Versos Lindos, melancólicos, e ainda assim Versos que foram criados na força de sua mente criadora.
Hoje é Dia das Crianças e de N. Sra. Aparecida...farei um pedido minha Flor...
Adorei sua visita carinhosa, minha Vivi...
Um abraço apertado,
Sandra,

Liza Leal disse...

Isso, querida!
Vamos caminhar nos unir nessa jornada de escrita, fazendo lavar o nosso próprio ser.

bjo, linda!
=)

Andradarte disse...

Lindo....Adorei fazer esta leitura...
Sempre bom passar aqui...
Beijo

EDER RIBEIRO disse...

Vivi, escreva muito, o vento é o sopro de Deus nos impulsionando a ir adiante. Bjos, estes bjos foram escrito para que o vento o leva até ti, sinta-os.

Mimirabolante disse...

Lindo !!!!Como tudo que voce publica,ou escreve....!!!Feliz Dia de hoje para voce eterna criança !!!!!!Mil beijocas.............

Andréia disse...

Triste poema mais muito bem escrito.
Beijos vivian

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite minha querida amiga!Estava com saudades de ti...faz tempo que não te vejo...
Poesia linda !melancólica mas que nos leva a ver coisas ao vento...
Parabén pelo teu dia ,pelo meu dia ,pelo nosso dia!
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
bjsssssssssssss

Andre Martin disse...

Tu escreves

Eu rio na corrente do colorido cego

Teço tramas longas e choro minutos esquivos

Eu invento

Tu formas lá na mente
penas coloridas
com as quais escreves
apenas
e sabes o tino: DEZ!

mfc disse...

O vento vai trazer-te boas notícias!
Muitos e muito beijinhos.

Sonhadora disse...

Minha querida Vivi

Que o vento te traga uma brisa suave que te aqueça o coração.

deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Abraão Vitoriano disse...

nada mais acrescentaria o sentido exposto no teu poema-obra-mar

nadei em dizeres
na escrita bonita
de ver a bolha ganhar a forma do sonho

saudades, vivian
e te beijo!

carinho,
do menino

fique com Deus!

Jorge Pimenta disse...

vivian, querida,
a tua escrita é um infinito espaço onde todas as cores e dores convergem na tela mais verdadeira: a da vida.
beijinho!

Marcia disse...

Há de transformar!!Bejos fadinha azul!

Lily disse...

Muito bom!

Há muitas formas de encontrar a si mesmo, uma delas eh escrevendo e eu assim estou fazendo, salvo a mim mesma e distribuo flores.

Um abraço,

Suzana/LILY

Lua Nova disse...

Escrever é assim como abrir as asas e alçar voo... às vezes um voo às cegas, às vezes por entre nuvens, às vezes por sobre elas, mas não se pode negar que a sensação é inebriante, mesmo por entre lágrimas.
Te desejo todas as cores do prisma e que continues a voar...
Beijokas e um lindo domingo.

Sam disse...

Hoje o vento me soprou aos ouvidos, aquelas histórias de antigamente.
Guardei-o. Não o vento, o sopro.
Não nos ouvidos, no fio do cabelo.... e fui!

Beijos na alma, querida minha :)

Paula Barros disse...

Soltar ao vento os escritos e o vento vem de mansinho e nos abraça em emoção.

Lembrei muito de você hoje, várias vezes ao dia....terá sido o vento me chamando para lhe abraçar?

abraço com carinho

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Vivian. Você escreve com a verdadeira emoção que emana da sua alma, seja ela alegre ou triste, o importante é que você se doa, e isto é muito bom para você e para quem te lê!
Tenha um domingo abençoado, e força!
Uma excelente semana para você e sua família.
Fiquem com Deus!

Ilaine disse...

... e este vento trouxe tuas palavras para mim.
Reconheci-as! Identifiquei teus sentimentos e... tua essência. A Vívian que um dia conheci!

Saudades!

Zininha disse...

Oi minha querida...
adorei te ver, sentir sua energia...

a minha guerreira amiga... que bom Vivian...e te ver lá na casinha de Clarinha...adorei amiga... beijos, beijos... em troca de seus muahss...

tossan® disse...

Nossa! Agora você foi fundo! Lindíssimo, poético e fascinante. Espero que esteja(m) bem.
Envie-me notícias. Beijo moça

Fátima disse...

Oi Vivian,

Há cores em tuas palavras, belas cores.

Beijo meu

Graça Pereira disse...

"Que ele transforme em cores todos os meus lamentos"... É lindo e esperançoso! Um poema que o vento levará muito longe...
Beijo
Graça

retrato... disse...

não sei se o vento terá essa capacidade...

ele irá encontrar em ti, na tua escrita, no teu ser, as cores que enriquecem, infindavelmente, o que és. elas próprias se misturam e se mostram dando luz a outras, para muitos, desconhecidas.

bj...nho

myra disse...

gostei muito, muito, apesar de que , nao gosto de vento...aqui entao , ele é terrivel...me leva os ouvidos com seu constante ulular..e nao me traz nada:) pena
espera que seja bom para voce, e tbem espero que todos voces etejam bem!
muitos beijos, minha linda Vivian

Ilaine disse...

"Escrevo ao vento... e como quem tece sonhos..." Belíssimo, Vivian!

Escrever, escrever... Para poder te ler! Beijo